Review de Vida – Comentário II

por há 1 mês e 140 leituras

Sinopse: “Seis astronautas de diferentes nacionalidades estão em uma estação espacial, cujo objetivo maior é estudar amostras coletadas no solo de Marte por um satélite. Dentre elas está um ser unicelular, despertado por Hugh Derry (Ariyon Bakare) através dos equipamentos da própria estação espacial. Tal descoberta é intensamente celebrada por ser a primeira forma de vida encontrada fora da Terra, sendo que um concurso mundial elege seu nome: Calvin. Só que, surpreendentemente, este ser se desenvolve de forma bastante rápida, ganhando novas células e uma capacidade inimaginável.”

Depois de assistir alguns filmes tão mornos e sem graça, finalmente, me deparo com algo surpreende. Vida é um daqueles longas que te segura no sofá durante a exibição e depois que acaba também.

Uma sonda está chegando de Marte em alta velocidade e ela leva amostras do solo marciano e a tripulação da Estação Espacial Internacional tem a missão de capturá-la com um braço mecânico para analisar as amostras em seu laboratório. A expectativa, claro, é a descoberta de algum indício de vida. E o que eles descobrem é um organismo unicelular diferente de tudo encontrado antes.

Observado no microscópio em uma placa de Petri, parece um protozoário em estado aparente estado de hibernação ou mesmo morto. Os cientistas tentam reanima-lo com diversas combinações de atmosferas. Até que a composição mais próxima da atmosfera terrestre revive o ser.

A notícia enviada para Terra de que foi encontrada uma possível vida em Marte logo se transforma em um grande acontecimento midiático. Como chamá-lo? Um concurso escolar é realizado, e as crianças que sugerirem o nome vencedor terão direito a entrevistar ao vivo os astronautas da Estação Internacional. O nome vencedor é “Calvin”.

Tudo que Calvin precisa é oxigênio e glicose para começar a se reproduzir, se dividir. Torna-se um ser cada vez mais interessante que se liberta da placa de Petri com pequenos tentáculos que tocam nas mãos em grossas luvas do dr. Hugh Derry que manipula a experiências em um recipiente lacrado. 

Vem a grande descoberta: Calvin é um ser fantástico, constituído por célula que é ao mesmo tempo músculo, nervos e cérebro. Calvin é louvado como um grande exemplo das leis da evolução e seleção natural (foi capaz de hibernar por milhares de anos e sobreviver em um planeta morto). Calvin é também uma possível esperança para descoberta de células para cura de doenças. Mas nem tudo é sonho, pois  um previsível acidente fará o alien escapar do laboratório. O problema é que ele é mais do que um predador: é também um parasita. Vai grudar como um carrapato na vítima, se alimentar e crescer, física e intelectualmente – e esse surpreendente “intelecto” de Calvin é o que determinará o trágico final.

Começa aí o jogo de gato e rato entre os corredores da estação espacial. A prioridade será de enviar Calvin de volta ao espaço e assim, evitar seu contato com a atmosfera terrestre. O que seria catastrófico para a humanidade.

O filme é uma mistura de terror com ficção e por isso, tornar-se interessante, pelo menos, na minha humilde opinião. Os seis atores tiraram de letra a boa interpretação e souberam transmitir toda a tensão exigida no longa.

O final é surpreendente e isso já é meio caminho andado para eu classificá-lo como ótimo. E tudo leva a crer que terá uma continuação. Eu já estou na torcida.

Sinta a tensão assistindo o trailer:

Data de lançamento 20 de abril de 2017 (1h 44min)
Direção: Daniel Espinosa
Elenco: Jake Gyllenhaal, Ryan Reynolds, Rebecca Ferguson
Gêneros: Ficção científica, Suspense

Sentiu? Quer mais? Corra e veja o filme e me diga aqui o que achou.

Beijocas no coração

Mari Felix

Mari Felix

Jornalista, carioca, casada, mãe de dois filhos, admiradora de filmes, séries, livros e exposições. É uma romântica incorrigível, que chora até com filmes de comédia. Colunista na área de Filmes desde Fev/2015. No twitter pessoal . No Instagram pessoal .

Facebook Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales