Entrevista com Carlos Patati, Vampiros, @AVEC_EDITORA

por há 3 anos e 211 leituras

Confira entrevista concedida pelo autor Carlos Patati que escreveu o conto A Fonte da Donzela, que se encontra na Coleção Sobrenatural: Vampiros (AQUI).Carlos Patati

Pergunta: Uma temática tão ampla como Vampiros é difícil de escrever? Quer dizer, você teve dificuldades para elaborar o seu conto por causa da temática?

R.: No meu caso, não é difícil, não. O tema me atrai desde moleque, e tenho alguns bons livros sobre os danados! Como todo fã, acho que existe um “jeito certo” de falar do assunto, e foi o que eu quis exemplificar.

Pergunta:Falando em vampiros, qual é o seu vampiro(a), personagem da literatura, preferido?

R.: Drácula! Mas nos quadrinhos, a Vampirella leva o prêmio!

Pergunta:Com a mudança dos tempos não há mais uma formula monstro/herói, você acha que isso foi uma melhoria?

R.: Sem dúvida! Sou grande fã dos vampiros Louis e Lestat! Mas Drácula é o modelo que releem… é bom questionar o modelo, contanto que de modo bem feito!

Pergunta:Escolha um dos personagens de seu conto e fale sobre ele.

R.: Mircalla, coadjuvante especial, com a fala meio dura, que tem privilegiada relação com a protagonista! Foi inspirada por conhecida protagonista de um texto fundamental da literatura sanguessuga, de autoria do grande Sheridan Le Fanu, que achei bacana homenagear. Assim, mostro que há continuidade e tradição, entre os vampiros!

Pergunta:Falando um pouco de você, qual é o seu tipo de literatura? O que você lê por prazer?

R.: Livros bons! Não só literatura, como história, filosofia, etc, entram no meu liquidificador sem a menor cerimônia! Estou lendo o João José Reis, A MORTE È UMA FESTA, sobre as irmandades de pretos livres no Rio antigo antes da abolição , e YOUR INNER FISH, de Neil Shubin, sobre as marcas da evolução nos nossos organismos, e o que se pode depreender delas. A ALMA ENCANTADORA DAS RUAS, de João do Rio, a quem sempre volto. Sem falar nos quadrinhos de todo tipo, com destaque pra uma magnífica colaboração entre Jack Kirby e Wally Wood, que descolei outro dia, chamada Sky Masters, e me deixou no sétimo céu!

Pergunta:Esses livros e autores que você gosta influenciam na hora que você escreve?

R.: Claro! Alguns de modo intencional, e outros por contrabando ! Leitor de Tarzan na infância, admirava muito como ERBurroughs entrelaçava as narrativas sem perder ritmo ou foco! Também achava o máximo Monteiro Lobato botar D.Benta sentada nas patas do pássaro Roca sem a menor sem cerimônia, sem nunca chamar o leitor de burro ! Pouco depois, a sinistra síntese, de Poe! E Drácula, que quando li pela primeira vez, me deixou fascinado pela ideia de contar a história através da correspondência e dos diários dos personagens!! O recurso tornou o livro muito mais assustador, e interessante, que todos os filmes de Drácula, pra mim!!

Pergunta: Você tem algum vicio de escrita? Algo que não possa faltar na hora de escrever, ou algum clichê que goste de usar?

R.: Procuro trabalhar de manhã, munido de um café forte.

Pergunta:Como foi a experiência de participar da Coleção Sobrenatural: Vampiros?

R.: Muito divertida. Tive a oportunidade de esclarecer uma questão de certo relevo, pra quem curte vampiros, como eu : não tem gente fina sanguessuga! E fiz isso brincando com alguns clichês que me são caros, pois aprendi a ler lendo gibis, que estão comigo até hoje.

Pergunta: Conte para os nossos leitores, sobre suas obras já publicadas, e projetos para o futuro.

R.: Estou bem satisfeito com a publicação desse conto de vampira, e da minha atual produção terrorífica! Publiquei até hoje muito mais histórias em quadrinhos, do que textos em prosa, que escrevo desde cedo também. A FONTE DA DONZELA dialoga com a nobre tradição das vampiras de biquíni, ideia que deu excelentes frutos em quadrinhos, homenageando-as. Realizei diversas hqs de terror em parceria com o desenhista Allan Alex, com quem criei o taxista Nonô Jacaré , que circulou em diversas revistas de hq dos nos 90, e fala -se numa compilação desse material, o que vai nos deixar bem contentes!! É verdade que a vampira que atacou o Nonô não tava de biquíni… Talvez eu ainda dê jeito de corrigir essa grave lacuna! No momento, temos um novo trabalho em curso, uma história alternativa chamada A REVOLTA DOS TAMANCOS, sobre o começo do Século Vinte no Rio de Janeiro, quando era prefeito o Bota-Abaixo! O projeto por enquanto tem uma pg no FB. Também ando muito envolvido com um projeto que notei ser necessário antes que suma sua memória: uma história dos quadrinhos brasileiros de terror e mistério! Depois que comecei a procurar com quem conversar sobre o assunto, diversas pessoas estão sendo muitíssimo generosas comigo, e aos pouquinhos o livro toma forma! Outro dia, descobri a existência de um desenhista da antiga, de quem eu, que me considero bem informado acerca do assunto, não tinha a menor noção, Giorgio Scudellari! Fez muitas hqs de Drácula que estão pau a pau com a primeira fase do Nico Rosso, que foi caudaloso! O que escrevo tem a ver com essa vontade tusitala (aka RLStevenson) que acomete alguns dos que encontram os livros desde cedo: contar histórias!

Eu adorei a entrevista com o autor Carlos Patati. Vocês sabem aquelas pessoas que notamos o sorriso na voz? Pois é, no Carlos eu consigo notar esse sorriso nas palavras! E vocês o que acharam?

Beijinhos da Paty ;)

Paty

Pode me chamar de Paty, sou uma libriana sentimental e cabeça dura que gosta de escrever, Gosto de vampiros e anjos e tudo aquilo que me tira da realidade, livreira por vocação. Insegura e corajosa, nervosa e determinada, são as contradições que fazem de mim quem eu sou.

Facebook Instagram Twitter Google+

3 comentários para “Entrevista com Carlos Patati, Vampiros, @AVEC_EDITORA”

carlos patati

Fatou o finzinho de minha resposta sobre o livro Drácula, quando menciono o impacto dolivro parecer uma compilação de correspondência!

    Paty

    Erro meu, rsrs, já acertei agora.
    ;)

Trackbacks/Pingbacks

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales