Supergirl: eu curto!

por há 1 ano e 591 leituras

Sinopse: Kara Zor-El nasceu no planeta Krypton, e escapou da destruição há anos. Desde então, ela chegou à Terra, e vem escondendo os poderes que ela e seus primos têm. Mas agora, aos 24 anos, ela ela decidiu assumir suas habilidades e ser a heroína que nasceu para ser.

 

Hey pessoas! Essa é minha estreia aqui em séries e eu escolhi começar por uma série que causa amor ou repulsa internet afora e contar para vocês a razão de eu não ser mais uma hater a solta pela internet, mas sim uma defensora da série.

Todos nós sabemos que têm pessoas que odeiam as coisas na internet por odiar, outras simplesmente não gostaram da proposta da série e têm seus argumentos válidos. Mas como eu sempre digo nas minhas resenhas de livros, não é porque as pessoas começam a odiar em massa que não vamos conhecer e tirar nossas próprias conclusões. E foi justamente o que aconteceu, uma amiga falou que gostava, outra disse que é fraca, mas eu quis dar uma chance e curti bastante a história leve e divertida que a CBS nos trouxe e que a The CW vai continuar numa segunda temporada.

Supergirl não é uma série com histórias densas, violência, piadas sujas ou de duplo sentido. Kara Denvers, nossa Supergirl, é realmente uma girl, uma garota de 24 anos sonhadora e feliz, então não combinaria por na série violência ou aquelas piadas sujas (que muitas vezes forçam bastante para fazer humor e falham miseravelmente – como as da Felicity em Arrow) quando a proposta inicial da primeira temporada é algo bem mais leve, para inspirar as meninas/mulheres.

super 1

Kara veio para a Terra para proteger o primo – Superman, mas teve problemas e quando chegou o bebê era um homem adulto enquanto ela estava congelada aos 13/14 anos. Ela foi criada pelos Denvers e encontrou uma família com eles, tanto é que uma das relações mais bonitas da série é entre Kara e a irmã adotiva Alex, elas estão sempre dando apoio uma à outra e sempre tiram tempo para fazer coisas juntas – tem várias indicações na série de que elas amam fazer maratona de série juntas comendo besteira (e quem não gosta né?). Tudo isso revela o quanto a série dá importância aos laços familiares, incluindo a relação dela com a Tia Astra, que apesar de tudo, elas não perdem completamente.

A amizade também é bem destacada, Wyn (não sei se é assim que se escreve), James Olsen, Jon Jons (o marciano verde) e minha amada Caty Grant, são o apoio de Kara em todos os momentos e quando ela começa a se perder em suas decisões, estão sempre lá para a lembrar do caminho de volta – afinal, amigos existem para isso não é? Se os seus não são assim, melhor reavaliar as amizades.

super friends

Quanto ao lado romance da série, acho que ninguém gostou mesmo, não dá para ficar do lado deles, porque Kara e James não tem química nenhuma! Quando o filho da Caty aparece, achei que eles iam salvar a vida amorosa da Kara, mas não, preferiram insistir nessa paixão pelo James, embora os personagens não tenham química.

Eu acho bem interessante essa iniciativa das séries de colocar casais de cores diferentes, afinal, nos EUA o preconceito é muito grande e as pessoas não estão acostumadas a se misturar, até nas amizades, como nós brasileiros (claro que temos muito a evoluir nesse sentido também), mas não é por isso que temos que colocar personagens que não dão certo em cena, gente, fica chato, tipo o Flash e a Iris, que também não acho que não combinam, mas ainda são melhores que a Kara e o James – Só eu que sonho com Kara e Barry? HAHAHA

super 3

Quanto às cenas de luta, claro, não chegam nem perto dos filmes né, mas são boas e casam bem com o conteúdo. Se você gosta de série com uma pegada leve, divertida, para assistir com toda a família, é uma boa pedida. É sempre bom ter na lista coisas leves e divertida para os dias ruins e para mim Supergirl ocupa muito bem o papel! Quero muito ver a segunda temporada no ar em breve.

super 4

Falando nisso, tem a volta das séries de heróis de volta no mesmo mês e eu AMO os crossovers feitos e estou bem ansiosa pelo crossover das 4 séries da The CW: Arrow, Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl.

E por que o Superman não deu o ar de sua graça na primeira temporada? Porque a série é dela, ela precisava mostrar que é e ser a heroína, agora que ela mostrou a que veio estamos prontos para ver os primos juntos.

Então sim, eu faço o que eu falo: tirei minhas próprias conclusões da série e gostei bastante, tem muita gente por aí que também gosta, então se não conhece, bora assistir e se você viu e não gostou, a vida é assim ué! Gosto não se discute, definitivamente, mas obrigada por ler!

Assistam o trailer da segunda temporada:

Amanda Essi

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales