Viva a vagina, ed. Paralela

por há 6 dias e 32 leituras

Você pensou que conhecia seu corpo? Pense de novo! Viva a vagina explica tudo o que você sempre quis saber sobre a vagina, mas não ousou perguntar. Aprenda a verdade sobre orgasmos femininos, a dança dos hormônios menstruais e o que exatamente é a vulva. Este livro também oferece explicações detalhadas para finalmente entender como os diferentes tipos de contraceptivos funcionam no corpo, como é uma vulva “normal” e se o uso de meias pode mudar sua vida sexual. As estudantes de medicina e educadoras sexuais Nina Brochmann e Ellen Støkken Dahl utilizam os conhecimentos médicos para oferecer informações confiáveis e desmistificar o órgão sexual feminino. Com uma abordagem direta e bem humorada, é uma leitura obrigatória para mulheres (e homens!) de todas as idades.

Hoje o assunto é sério! Conhecida por muitas (e muitos) como pepeca, xana, periquita, perseguida, xoxota, bonequinha e outras nomeações que não citarei, a vagina é um assunto que dá pano para manga. Mas as autoras Nina Brochmann e Ellen Stokken Dahl sabem muito bem como lidar com isso, pois são estudantes de medicina e trabalham como educadoras sexuais em Oslo.

Logo de cara, pelo título, você pode achar que o livro contém muitos trechos de humor, mas não. O assunto é sério. O que não quer dizer que as autoras não tratam disso com um jeito mais descontraído. É como se você estivesse conversando com uma amiga que é especialista em vaginas, a ginecologista. É um bate-papo, sem termos complicados, sem mimi ou lenga-lenga. Viva a vagina é um guia para as principiantes e as experientes, porque até mesmo as rodadas têm dúvidas.

Por exemplo, todas (ou quase) sabemos que a vagina possui um cheiro específico (o que sempre chamo de cheiro natural) e que não é um cheiro de rosas, mas se a sua começar a cheirar como peixe, não é por falta de banho, e sim vaginose bacteriana. Segundo as autoras “é um desequilíbrio na flora vaginal normal: diminui a quantidade de lactobacilos protetores e há uma proliferação de outros tipos de bactérias. A vagina fica menos ácida, ou seja, mais alcalina.” Dessa eu não sabia.

Vamos deixar claro uma coisa: meninas saudáveis que atingiram a puberdade têm secreção na calcinha. Todo santo dia. Um líquido é expelido pela vagina desde que nosso aparelho genital começa a ser afetado pelo hormônio estrogênio, no início da puberdade. Parte da secreção vem de glândulas no colo do útero. A vagina em si não tem glândulas, mas muito líquido passa por suas paredes, misturando-se com o líquido do colo do útero e das glândulas na abertura vaginal, incluindo as glândulas de Bartholin.

Normalmente, sai entre meia e uma colher de chá de secreção vaginal por dia, mas isso varia de mulher para mulher e ao longo do ciclo menstrual.

O livro trata de tudo, desde a apresentação do aparelho genital (a vagina, muito prazer!), passando pela menstruação, sexo, métodos contraceptivos e terminando com as doenças. E tudo muito bem explicado aos mínimos e íntimos detalhes.

Talvez durante a leitura você possa achar que já sabia disso ou daquilo, mas conforme vai mergulhando no universo irá perceber que não sabe da missa a metade. As meninas não escreveram com base só em experiências, e sim em estudos e pesquisas.

Viva a vagina já pode ser considerada indispensável na estante de todas as mulheres.

Ah, antes de terminar: parabéns pela capa e ilustrações. Sensacionais!

 

Ficha técnica:

Autoras: Nina Brochmann e Ellen Stokken Dahl
Tradução: Kristin Garrubo
Ilustrações: Tegnehanne
Páginas: 312
No Skoob: Viva a vagina
Selo: Paralela

Beijocas no coração e cuidem-se!

Mari Felix

 

Mari Felix

Jornalista, carioca, casada, mãe de dois filhos, admiradora de filmes, séries, livros e exposições. É uma romântica incorrigível, que chora até com filmes de comédia. Colunista na área de Filmes desde Fev/2015. No twitter pessoal . No Instagram pessoal .

Facebook Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales