Resenha Os Deuses da Culpa, Editora Suma

por há 1 mês e 83 leituras

Sinopse: “Quando o advogado Mickey Haller recebe a mensagem Me liga urgente 187, o código penal para assassinato logo chama sua atenção. Casos assim são sempre os mais complicados e os que pagam melhor, o que significa que ele não pode falhar. Mas quando descobre que a vítima é uma ex-cliente, uma prostituta que ele ajudou a tirar das ruas, Mickey sente que sua reputação está em jogo. A vítima estava de volta a Los Angeles e de volta à prostituição mas por quê de repente, Mickey percebe que, em vez de salvá-la, pode ter sido ele a colocá-la em perigo. É hora de confrontar seu passado, e Haller precisará de todo seu talento e esperteza para cuidar de um caso que pode ser sua redenção ou a prova de toda a sua culpa.”

Os Deuses da Culpa (The Gods Of Guilt) é o sexto livro da série Mickey Haller, sendo o quinto que foi publicado no Brasil pela Editora Suma (Advogado de Porta de Cadeia, O Veredicto de Chumbo, Reviravolta, A Quinta Testemunha). A série trata da vida e dos casos de Mickey Heller, irmão de outra personagem do autor Michael Connelly, o famoso detetive Harry Bosh.

Mickey é um advogado que ficou famoso depois que um de seus casos acabou virando filme (sim, no livro o autor faz referência ao fato de que a história do Halle virou filme em 2011 – “O Poder e A Lei” {The Lincoln Lawyer}), mas sua fama acabou virando contra ele quando ele resolveu defender uma pessoa que após ser inocentado, acabou matando uma mulher e sua filha. Isso abalou profundamente a relação com sua filha, que agora não está falando com ele.

“Comecei a sentir que nós nos merecíamos. Não passávamos de casos perdidos, de derrotados, o tipo de gente que nunca recebe um sorriso dos deuses da culpa.”

Mickey é advogado de defesa, o que significa que está acostumado a lidar com aquelas pessoas que ninguém quer defender: prostitutas, traficantes, assassinos. Seu mais novo caso é o de um cafetão digital chamado André La Cosse acusado de matar uma de suas clientes: Giselle Dallinger, que por sinal, foi quem indicou Mickey Haller no caso de um dia ele precisar de um advogado. Mickey não reconhece o nome da prostituta morta assassinada, mas ao ver uma foto ele reconhece uma antiga cliente que ele acreditava ter largado essa vida anos atrás: Gloria Dayton?

“Fiquei sem reação por um momento. Certa vez tive uma cliente – uma prostituta, também – que me chamava assim. Mas fazia muito tempo que eu não a via. Desde que a enfiara em um avião com dinheiro suficiente para recomeçar a vida e nunca mais voltar.”

Gloria era prostituta e foi cliente de Mickey várias vezes, até que ele a convenceu a participar de um acordo judicial para entregar um grande mafioso. Depois, Mickey a levou para outro Estado e deu dinheiro com a promessa de Gloria de que iria mudar de vida. Ele até recebeu cartões postais de Gloria ao longo desses anos em que ela esteve afastada. Agora, imagina a surpresa de Mickey ao perceber que foi enganado todos esses anos?

O que Gloria estava fazendo ali? Por que ela mentiu para ele por todos esses anos? Será que André realmente a matou? Mas por que? André não tinha motivos para matar Gloria.

Tudo que Mickey tem são perguntas e uma convicção: André La Cosse é inocente. Mas, quem matou Gloria? E por que? E como Mickey pode provar a inocência de seu cliente? Muitas perguntas, né? Mas não se preocupem que ao final de Os Deuses da Culpa, o Connelly deixa todas as pontas bem amarradinhas, nenhuma pergunta fica sem resposta. 😉

Com uma trama cheia de adrenalina e reviravoltas, Os Deuses da Culpa é uma história de tirar o folego. Super recomendo para os amantes de trillers e policiais. O livro, dividido em 4 partes (Dias de Glória, Virado pra Lua, O Homem do Chapéu e Os Deuses da Culpa), e narrado em primeira pessoa, nos mostra a visão de Mik de toda essa confusão, então, vamos acompanhando o desenrolar da trama enquanto ele vai desvendando o mistério da morte de Gloria.

“Todo mundo tem um júri… Aqueles que amei e aqueles que magoei. Aqueles que me abençoam e aqueles que me amaldiçoam. Meus deuses da culpa.”

Cinco docinhos para esse livro cheio de mistérios.

Xero grande e até a próxima.
Cris Gomes

Ficha Técnica:

Título Original: The Gods Of Guilt

Autor: Michael Connelly

Editora: Editora Suma

Páginas: 344

Ano: 2017

Skoob: Os Deuses da Culpa

Onde Comprar: Amazon  Saraiva  Submarino 

CrisGomes

Casada; paraibana; viciada em doces; tímida; louca por livros.
Já vivi mil vidas através dos livros… ;)

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales