Resenha Os 27 Crushes de Molly, Editora Intrínseca.

por há 8 meses e 247 leituras

Sinopse: “Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas.

Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã.

Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo?

Em Os 27 Crushes de Molly, a perspicácia, a delicadeza e o senso de humor de Becky Albertalli nos conquistam mais uma vez, em uma história sobre amizade, amadurecimento e, claro, aquele friozinho na barriga que só um crush pode provocar”.

Sem palavras suficientes para descrever como a leitura deste livro foi prazerosa. Um dos motivos é por ser divertido e com personagens cativantes, além disso, a leitura fluiu muito bem. Após ler livros mais densos e pesados, foi ótimo ter em mãos um livro mais leve, porém, mesmo sendo desse jeito ainda consegue tratar de temas mais delicados. Sendo um livro repleto de representatividade.

Conhecemos Molly Peskin-Suso, uma garota de 17 anos que já teve 26 crushes. O que poderia ser um alto número para uma garota tão jovem, mas Molly não beijou nenhum deles e por isso é apenas um amor platônico, em que partir o coração seria muito menos doloroso do que se declarar e ser rejeitada. O que falta em Molly é coragem e iniciativa para tentar um romance, o que não acontecia.

Além disso, Molly é gorda e se aceita, porém ainda temos os dilemas da personagem e sua insegurança, o que é normal porque isso acontece com diversos jovens em relação a peso, sexualidade, raça, entre outras questões que fazem a insegurança aumentar. Então, vemos também Molly lidando e o quanto é linda, não importa a forma.

Molly tem duas mães, uma delas é bi, tem uma irmã gêmea (a Cassie) e um irmão pequeno (o Xav). Molly é bem apegada a sua irmã, mas as coisas mudam quando Cassie se apaixona por Mina e esse romance afasta mais a Molly. Então, o plano seria arrumar alguém para Molly, por isso ela conhece o Will, que é melhor amigo da Mina. No começo, ela não sabe se deve se arriscar, mas a vantagem é que se namorar ele, poderá ficar mais perto de sua irmã. Will seria seu crush número 27.

Mas ainda existe outro garoto que deixa Molly um pouco balançada, é o Reid, que trabalha com ela e apesar de ser um pouco estranho, é um nerd super engraçado. Molly sente uma conexão com ele, mas Will é uma ótima opção para sua aproximação com a irmã. Temos aí romance surgindo e saberemos se Molly finalmente vai tomar uma iniciativa e quem seu coração vai escolher. Como mencionei, o livro tem muita representatividade e vale a pena conferir, aprendi muitas coisas que não sabia, por isso adorei. Em alguns momentos, não gostei muito das atitudes da Molly, mas temos ótimos momentos seus. Darei quatro cupcakes.

Ficha Técnica:

Skoob: Os 27 Crushes de Molly

Autora: Becky Albertalli

Editora: Intrínseca

Páginas: 320

Ano: 2017

Onde Comprar: Saraiva, Americanas, Submarino, Amazon.

Espero que tenham gostado e se já leram o livro, ou possuem interesse, deixem seus comentários. Até a próxima.

 

EveLlin

Olá, eu sou a Evellin, mas me chamam de Eve. Sou do interior de Pernambuco, mas atualmente moro em João Pessoa, pois estudo Relações Internacionais na UFPB. Adoro ler e também gosto bastante de assistir séries e filmes. Gostaria de conhecer outros países, mas também conhecer vários lugares do Brasil, pois sou fascinada por outras culturas, pontos turísticos e características específicas de cada nação, já fiz um intercâmbio para o Canadá e foi uma experiência incrível. :)

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales