Resenha O Tempo Desconjuntado, Editora Suma.

por há 3 meses e 102 leituras

Ragle Gumm tem um trabalho bastante peculiar: ele sempre acerta a resposta para um concurso diário do jornal local. E quando ele não está consultando seus gráficos e tabelas para o trabalho, ele aproveita a vida tranquila em uma pequena cidade americana em 1959. Pelo menos, é isso que ele acha.
Mas coisas estranhas começam a acontecer. Primeiro, Ragle encontra uma lista telefônica e todos os números parecem ter sido desconectados. Depois, uma revista sobre famosos traz na capa uma mulher belíssima que ele nunca tinha visto antes, Marilyn Monroe. E para piorar, objetos do dia a dia começam a desaparecer e são substituídos por pedaços de papel com palavras escritas, como “vaso de flores” e “barraca de refrigerante”. A única alternativa que Ragle encontra para descobrir o que está acontecendo é fugir da cidade e de todos esses acontecimentos bizarros, contudo, nem a fuga nem a descoberta serão tão fáceis quanto ele imaginava.

Desconjuntado :adjetivo,1. tirado fora das juntas ou junturas; desarticulado, deslocado. 2. Que perdeu a estrutura; desestruturado, desmantelado.

Grande parte das histórias de PKD, para não dizer todas, seguem a linha O que é real? Antes de falar desse livro em si, é preciso explicar um pouco do autor.

PKD fez terapia a vida toda, passou por internações e tentativas de suicídio e em enquanto escrevia fazia uso exagerado de anfetamina. Publicou em vida 44 livros e cerca de 121 contos. Na época que a Musa anfetamina dominava sua mente conseguiu em um ano concluir 11 romances.

– Ele é mesmo meu irmão? -perguntou ela.
– Não – disse.
– É parente meu de alguma maneira?
– Não – disse com alguma relutância.
– Vick é mesmo meu marido?
– N-não.
– Alguém aqui tem alguma ligação ou parentesco com mais alguém?

“O Show de Truman” filme estrelado por Jim Carrey ilustra uma história que lembra bem O Tempo Desconjuntado. PKD nos faz questionar até que ponto a vida é real.

Família, trabalho, amigos… quanto disso é realmente verdadeiro. O real pode ter inúmeros significados, depende da sua percepção ou do que querem que você assimile.

E é nessa loucura que Gumm se encontra. Aos 40 anos morando com a irmã, famoso por ser o único ganhador do concurso do jornal a anos e de repente nada é como antes, pequenos detalhes que viram grandes lacunas. A vida monótona passa a ser questionada… a vida em si, passa a ser questionada.

Esse é o primeiro livro de PKD que leio, mas garanto que haverá muito mais desse autor no Portal, eu amei mergulhar nessas descobertas e questionamentos de Gumm, cada certeza se desfazendo e criando um novo cenario. O que realmente é real?

Ficha Técnica:
Autora: Philip K. Dick
Páginas:266       Ano: 2018
Skoob: O Tempo Desconjuntado
Onde comprar:  Amazon// Companhia das Letras // Saraiva

 

JuTorres

Estudante de Psicologia, paulista. Fascinada por série, filmes, livros e um bom rock...Colaboradora Oficial desde setembro/ 12. No Twitter pessoal @jupsique

Facebook Instagram Twitter
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales