Resenha Melodia Feroz Ed. Seguinte

por há 6 meses e 137 leituras

SINOPSE

Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.

A MELODIA FEROZ é o primeiro livro da duologia Monstros da Violência da autora Victoria Schwab e eu me encantei pela sinopse de Dueto Sombrio, por isso fui pesquisar e descobri que precisava ler esse primeiro. Logo de cara me apaixonei, quem curte distopias e seres fantásticos (com certeza) é fisgado de cara.

A autora, fez um trabalho excelente, trazendo um pouco de realidade para a história. Na verdade ela mostra como seriam “nossos monstros” e eu vou explicar porque… Vem comigo!

Tudo ia bem até o fenômeno acontecer e coisas estranhas começarem a surgir. Essas coisas na verdade são monstros criados a partir de ações humanas, não boas. É como se a reação a uma ação do mal ganhasse forma, sendo assim, os humanos são os criadores desse pesadelo que domina as cidades.

Kate, que conhecemos como uma menina tentando ganhar o amor do pai, quer muito voltar para sua cidade natal, e ficar ao lado dele. Quando finalmente consegue… descobre que a realidade é pior a cada dia. Callun é o pai da garota e também um líder da resistência, não tão “bom” como pode parecer. Ele é um deles (por assim dizer).

Do outro lado, da fenda e dessa trama, conhecemos August.

Foi aqui que meu coração se apaixonou, ele é um jovem Sunai (um “mostro” que surge depois de catástrofes) que tem como missão combater o mal. Ele é super do bem e junto ao seu “pai” líder de outra facção de resistência – a FTF – tenta não só sobreviver, como salvar humanos. Mais que isso, ele QUER ter mais humanidade do que trevas dentro de si.

Talvez, talvez, talvez… E, se havia centenas de vidas, centenas
de Kates, ela era apenas uma entre várias, exatamente a que deveria 15
ser. No fim, era mais fácil fazer o que precisava ser feito se conseguisse
acreditar que, em outro lugar, outra versão dela pôde tomar
uma decisão diferente e levava uma vida melhor — ou, pelo menos,
mais simples. Talvez ela as estivesse poupando. Permitindo que outra
Kate continuasse sã e salva…

Então temos três espécies:

  • Os Sunais que surgem depois de grandes catástrofes e são bons (mais ou menos, porque Leo é um pouco duro demais). Os Sunais se alimentam de almas pecadoras.
  • Os Corsais que totalmente ruins e surgem de atos violentos severos, alimentam-se de humanos – do corpo, comem carcaça – e vivem no escuro, como sombras.
  • Os Malchais são fruto de assassinatos e coisas do tipo, maléficos e se alimentam de sangue humano.

Bem, então em Monstros da Violência vol. 1 – Melodia Feroz, conhecemos sobre o fenômeno que fez toda a loucura começar, monstros, personagens principais e secundários. Aqui Kate e August se aproximam e uma amizade começa a surgir…

Muitos humanos são monstruosos,
e muitos monstros sabem se fazer de humanos. (v. a. vale)

LEIA UM TRECHO AQUI. São 20 páginas para você degustar!

A trama segue uma crescente que te prende, li em duas noites e fiquei totalmente encantada. Tanto que procurei sobre a autora e achei esse vídeo maravilhoso sobre ela falando de sua obram Espie ai:

A cada página me envolvia mais, indiquei antes mesmo de terminar para uma meia duzia de pessoas. E recomendo muito a leitura. Você pode clicar aqui no site que vai poder ler a RESENHA do livro 2, Dueto Sombrio. Minha nota? Cinco estrelas!

Veracidade é um território extremamente perigoso, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Ela é dividida entre a Cidade Norte e a Cidade Sul, das quais Kate e August são os respectivos herdeiros. Enquanto a garota quer se tornar uma líder cruel, August sonha em ser apenas humano e bom — mas ele é um monstro capaz de matar com uma simples nota musical.

Li em formato digital, porque o livro físico ainda não chegou. Assim que tiver o impresso, volto aqui para comentar sobre a edição e projeto gráfico da editora. Por hora é isso. MIL BJOKAS

Título original: THIS SAVAGE SONG
Tradução: Guilherme Miranda
Páginas: 384
Formato: 16.00 X 23.00 cm
Peso: 0.509 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 24/05/2017
ISBN: 9788555340413
Selo: Seguinte

Ju Lund

Escritora, graduada em Artes Visuais e pós-graduanda na área,Téc. em turismo e hotelaria, gaúcha de Pelotas que adora assistir séries de tv. Viciada em Lititeratura. Fundadora do site (em 04/10) e Editora Chefe deste Portal. No Twitter @aJuLund

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales