Resenha III Sob a Redoma, Editora Suma!

por há 9 meses e 238 leituras

Sinopse: “Na trama, em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer.

Os moradores de Chester’s Mill percebem que terão de lutar por sua sobrevivência. Pessoas morrem, aparelhos eletrônicos entram em pane ao se aproximar da redoma e a situação fica ainda mais grave quando a cidade se vê exposta às graves consequências ecológicas da barreira. Para piorar a situação, James “Big Jim” Rennie, político dissimulado e um dos três membros do conselho executivo da cidade, usa a redoma como um meio de dominar a cidade.

Enquanto isso, o veterano da guerra do Iraque, Dale Barbara, é reincorporado ao serviço militar e promovido à posição de coronel. Big Jim, insatisfeito com a perda de autoridade que tal manobra poderia significar, encoraja um sentimento local de pânico para aumentar seu poder de influência. O veterano se une a um grupo de moradores para manter a situação sob controle e impedir que o caos se instaure. Junto a ele estão a proprietária do jornal local, uma enfermeira, uma vereadora e três crianças destemidas.

No entanto, Big Jim está disposto até a matar para continuar no poder, apoiado por seu filho, que guarda a sete chaves um segredo. Mas os efeitos da redoma e das manobras políticas de Jim Rennie não são as únicas preocupações dos habitantes. O isolamento expõe os medos e as ambições de cada um, até os sentimentos mais reprimidos. Assim, enquanto correm contra o pouco tempo que têm para descobrir a origem da redoma e uma forma de desfazê-la, ainda terão de combater a crueldade humana em sua forma mais primitiva”.

Sob a Redoma era mais um livro do Stephen King que eu desejava ler, mas ficava receosa devido a quantidade de páginas. Já assisti a série baseada na obra e apesar das diferenças gostei das duas primeiras temporadas. Decidi me aventurar nesta obra e não me arrependi, pois gostei bastante e apesar de muitas vezes tratar de temas pesados, achei uma leitura extremamente interessante.

Em Sob a Redoma conhecemos a cidade Chester’s Mill e seus habitantes. Tudo começa quando uma redoma invisível e impenetrável cerca a cidade, mudando a vida das pessoas que moram ali. Temos uma narrativa super interessante do momento em que acontece o surgimento desta redoma, inclusive na perspectiva de uma marmota. Com a queda desta redoma pessoas são cortadas, aviões se chocam contra e pessoas são separadas.

King apresenta diversos personagens, um deles é Dale Barbara, ou Barbie, que é um soldado aposentado e agora cozinheiro do restaurante local. O mesmo decide sair da cidade após uma briga, mas acaba sendo impedido devido a redoma. Seu papel após o acontecimento será ter sua função de soldado novamente em funcionamento para ajudar na cidade. O comando é seu, porém o vereador Big Jim não vai facilitar as coisas.

Big Jim não é o único vereador, mas claramente é o que manda, além disso, antes da redoma cair era um modelo para as pessoas, pois seguia as leis e se mostrava um religioso temente a Deus, mas tudo muda e todos vão conhecer a verdadeira natureza de Jim Rennie. Big Jim tem um filho chamado Junior, que foi o motivo da briga que Barbie teve e quis sair da cidade. Junior é um garoto muito problemático e bem perturbado que cometeu um assassinato antes da redoma e acabou se safando após sua queda. Acredito que qualquer um que lê este livro, já aprende a odiar esses dois personagens, mas acredite, eles não são os únicos problemas da cidade.

Além desses temos Julia Shumway, a proprietária do jornal local e que está preocupada com as consequências da nova realidade e como vai afetar a vida de todos. Temos também o chefe de polícia, e a vereadora Andrea Grinnell, entre outros que afetam a dinâmica da cidade e se relacionam com esses outros personagens mais relevantes. O grande ponto do livro não é muito saber como a redoma surgiu e como vão conseguir se salvar, mas sim como as pessoas se comportam em situações extremas e peculiares.

King trabalha muito bem o problema e cada um dos seus personagens e seus dramas, para então apresentar o que a situação provoca nas pessoas e suas medidas extremas para sobreviver ou se aproveitar dos mais fracos. Eu fiquei muito interessada em saber o que aconteceria, também intrigada em entender o mistério da redoma e quais as consequências de sua presença. Minhas perguntas foram respondidas, mas o que guardo deste livro são as grandes reflexões sobre as faces do ser humano e seu comportamento em sociedade. O mais chocante é que não precisamos de uma redoma para que comportamentos violentos e perturbadores aconteçam. Muito menos para que tentem ser superiores.

É claro que acontecimentos ruins não são a única coisa do livro, pois temos personagens lutando pelo seu dia-a-dia e pelo bem-estar da população. Gostei do Barbie, apesar de alguns momentos ficar irritada com suas atitudes, também da Julia. Esse é mais um livro do King que fica entre meus favoritos, pois trabalha muito bem seus personagens e os acontecimentos que surgem devido a um problema. Não é um livro de terror, apenas trabalha a parte psicológica muito bem, o que pode afetar cada leitor de alguma forma e devido a quantidade de páginas pode ser que achem cansativo a leitura, as vezes senti, mas minha curiosidade me impulsionou. Apesar do final não me surpreender tanto, o livro como um todo me envolveu, por isso darei cinco cupcakes.

Ficha Técnica:

Skoob: Sob a Redoma

Autor: Stephen King

Editora: Suma

Páginas: 960

Ano: 2012

Onde Comprar: Saraiva, Amazon, Submarino, Americanas.

Espero que tenham gostado e caso já tenham lido, ou desejam, deixem seus comentários. Até a Próxima.

EveLlin

Olá, eu sou a Evellin, mas me chamam de Eve. Sou do interior de Pernambuco, mas atualmente moro em João Pessoa, pois estudo Relações Internacionais na UFPB. Adoro ler e também gosto bastante de assistir séries e filmes. Gostaria de conhecer outros países, mas também conhecer vários lugares do Brasil, pois sou fascinada por outras culturas, pontos turísticos e características específicas de cada nação, já fiz um intercâmbio para o Canadá e foi uma experiência incrível. :)

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales