Resenha III de Para Todos os Garotos que já Amei, @intrinseca

por há 3 meses e 209 leituras

Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar

 

Hey pessoas! Tudo bem por aí? Essa semana eu vim conversar um pouquinho sobre um queridinho de muita gente que há anos esta na minha pilha de livros a serem lidos e, como esse mês foi o lançamento do terceiro (e imagino que último) livro e eu o ganhei de presente da Editora Intrínseca, nossa parceira aqui no Portal, eu precisava ler os primeiros e decidi começar pelo começo para falarmos desse livro: Para todos os garotos que já amei, Jenny Han.

Para início de conversa, preciso falar de uma coisa que eu amei nos livros (já li 2 e to começando o último que o correio fez o favor de atrasar ;/) que é a ascendência coreana da personagem principal e suas irmãs tratada como uma cultura linda, não como um motivo de preconceito como muitas pessoas de origem não americana passam na escola por lá – é muito bom ver o orgulho que as irmãs têm de sua cultura.

Bom, a Lara Jean é uma adolescente tímida e que não tem por hábito se abrir com os garotos por quem se apaixona. Por isso, quando ela sente que está chegando ao fim do amor que sente (platonicamente) por um menino, ela escreve uma carta de despedida, dizendo o que gosta e o que não gosta nele como uma forma de se expressar de deixar ir aquele amor. Ao todo foram 5 cartas: para Josh, Peter, John, Lucas e o menino do acampamento (que não me lembro o nome) que ficaram guardadas em uma caixa que ela herdou da mãe já falecida.

O negócio é que alguém sabe dessas cartas e as envia ao destinatário! Lara descobre quando Peter vem questioná-la sobre a parte não-lisonjeira da carta sobre ele (típico, uma vez que ele é o garoto mais  bonito da escola e todas as meninas  têm uma queda por ele, como assim alguém se atreve a pensar menos dele?). Vergonha total para ela né? Imagina, você escreve todos os seus pensamentos secretos sobre o menino e ele lê? – Senti como se fosse comigo!

Mas o problema maior é que, se ele recebeu, os outros também vão e Josh, seu primeiro amor e primeira carta, amigo de infância é também namorado da sua irmã, ou ex agora que a irmã decide sair do país para estudar e decide terminar com o garoto, mas Lara realmente acredita que logo vão voltar e não quer que nada estrague a vida amorosa da irmã. Mas agora que a irmã está longe e que Josh sabe de seus sentimentos passados, será que ela ainda gosta dele?

Decidida a não dar margem para o perigo de ter Josh no seu pé enquanto a irmã não está, ela faz um acordo com Peter para fingirem um namoro, assim ambos ganham alguma coisa. O problema é que Josh não desiste, sua irmã esá voltando de férias e não faz ideia de que ela namora um garoto conhecido como fútil e, quem diria, ela está percebendo que Peter não é tão ruim quanto sua reputação faz parecer. E agora?

Esse é um livro para você que é adolescente se identificar com os personagens, as situações e os sentimentos tão comuns – é sempre bom conhecer alguém parecido com você ou que passe pelas mesmas coisas que você; já para aqueles que, como eu, já passou dos 15 tem muuuuito tempo, vai reviver com nostalgia a vida de uma adolescente (sem contas para pagar – bons tempos!) e se deleitar nesse livro leve e bem divertido. Minha personagem favorita nesse livro é a Kitty, irmã mais nova, me identifiquei tanto com a personalidade definida que ela já tem.

Nesse livro você se sente da família. O final me pegou um pouco porque eu tava torcendo por outro garoto, mas gostei de como ficaram as coisas, as cartas não podiam fazer Lara olhar para trás, aos 16 anos você precisa olhar para frente, é o que ela faz, não fica achando que precisa encontrar o amor de sua vida tão jovem, mas sim aproveitar os relacionamentos em cada fase da vida.

Gostei bastante e recomendo a leitura. Semana que vem eu volto para falar do último livro, porque sim, vou estar no gás de quem acabou de ler e cheia de coisas para compartilhar, sem spoilers, claro.

Essa foi a MINHA opinião, conta a sua pra mim? Te vejo depois do próximo “fim”. Kisses!

Minha nota é de quatro smileys.

 

 

 

Ficha Técnica
Autora: Jenny Han
Ano: 2015
Páginas: 320
Editora: Intrínseca
Skoob: Para todos os garotos que já amei

Onde Comprar: Livraria da Folha

 

Amanda Essi

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales