Resenha II Cartas Secretas Jamais Enviadas, Editora Seguinte

por há 3 semanas e 34 leituras

Sinopse: Você já desejou poder voltar no tempo e dar conselhos para si mesmo? Já quis ter coragem de falar como é forte o amor que sente por alguém? Alguma vez já se perguntou por que uma pessoa importante na sua vida parou de falar com você? A partir de contribuições anônimas, Emily Trunko reuniu nesta coletânea cartas que revelam segredos profundos de quem as escreveu. Afinal, muitas vezes o único jeito de lidar com nossos sentimentos mais intensos — seja um amor incondicional ou uma perda irreparável — é botando tudo no papel. A leitura destas cartas nos permite mergulhar na vida de seus remetentes e, ao mesmo tempo, redescobrir nossa própria história e perceber que, mesmo nos piores momentos, não estamos sozinhos.

 

Hey pessoas! Hoje vamos falar sobre sentimentos que não contamos para ninguém, mas gostaríamos de contar para nós mesmos no passado. Esse é o tema de Cartas Secretas Jamais Enviadas, organizado por Emily Trunko. Esse livro lindo de capa dura, todo ilustrado é uma cortesia da Editora Seguinte para o Portal Ju Lund.

 

Emily tem 15 anos e criou uma página na internet chamada Dear my Blank onde começou a postar as muitas cartas que ela mesma havia escritos para amigos, familiares e amores e ela recebeu cartas de muitas outras pessoas, que a surpreenderam porque nunca imaginou que tanta gente tivesse o hábito de escrever cartas para extravasar os sentimentos e nunca enviá-las a seus destinatários.

Bem, eu nunca fiz isso. E você já escreveu alguma carta para outra pessoa ou para si mesmo? Depois de ler as cartas reunidas nesse livro, bem que deu vontade de escrever o que eu gostaria que a Amanda adolescente lesse… acho que ela ficaria feliz com muitas coisas!

A autora dividiu o livro por temas: cartas para si mesmo, para amores, traição, amigos.. veja um trechinho das minhas favoritas desse livro:

Para: Querido Eu

Para Mim,

Pare de procurar aprovação fora de você. Nem o espelho nem os outros jamais vão enxergar seu verdadeiro valor, mas isso não significa que você não deva fazer isso. – M

Para: Querido Mundo

Aos corações partidos,

Prometo que tudo vai melhorar.

Prometo que as horas e os minutos vão andar mais rápido e que a dor no peito vai passar.

(…)

Prometo que vai parar de doer. Deem um tempo, deem um tempo a si mesmos para serem indivívuos outra vez.

(…) – M

Para: Amor

M,

Eu te amo do mesmo jeito que o Deadpool ama o Batman. Ele não o ama. Mas mesmo que amasse, eles pertencem a universos completamente diferentes. – R

Para: Amigos

M,

agradeço por ser meu porto seguro, minha luz no fim do túnel.

Não vejo a hora de te encontrar de novo.

Você é meu melhor amigo. – S

Foi uma leitura maravilhosa, porque os sentimentos ali são reais: sonhos, arrependimento, culpa, amor, esperança… As pessoas podem guardar tanta coisa para si, que é bom ver que atrás de tudo, há sentimentos genuínos ali e nos pegamos pensamos nos nossos, afinal todos têm alegrias, arrependimentos e amizades esquecidas para recordar e talvez guardar.

Sim, tenho certeza que você vai querer ler esse livro e quem sabe até escrever uma ou duas cartinhas… vai saber.

Minha nota, com certeza, é de CINCO smileys.

 

Ficha Técnica:
Organizador: Emily Trunko
Editora: Seguinte
Ano: 2018
Páginas: 200
Skoob: Cartas Secretas Jamais Enviadas
Onde Comprar: Saraiva, Amazon, Americanas

Amanda

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales