Resenha de Sangue por Sangue, @editoraseguinte

por há 1 mês e 92 leituras

Sinopse: Para o Terceiro Reich, a Segunda Guerra Mundial pode ter acabado, mas para a resistência a luta está apenas começando. Yael é sobrevivente de um campo de extermínio e tem uma habilidade especial: é uma metamorfa, capaz de mudar a aparência física e assumir a forma de qualquer pessoa. Ela também é uma garota em fuga – o mundo acabou de vê-la atirar e matar Adolf Hitler. Yael é a inimiga número um da Germânia e de seus aliados, e vai precisar se infiltrar no território inimigo mais uma vez se não quiser pagar com o próprio sangue. Em meio a segredos sombrios acompanhados por verdades obscuras, apenas uma pergunta paira na mente de todos do grupo de Yael: o quão longe você iria por aqueles que ama?

Hey pesssoas! Essa semana vamos conversar sobre um livro que me surpreendeu mais que o primeiro de sua duologia: Sangue por Sangue, de Ryan Graudin, que é precedido por Lobo por Lobo (resenha aqui). Perguntei na última resenha e pergunto de novo: Já pensaram se Hitler tivesse ganho a segunda guerra mundial? É nessa hipótese absurda, louca e medonha que continuamos a acompanhar a história de Yael.

Esse livro é uma cortesia da editora seguinte que eu estava esperando com muita ansiedade e quero agradecer a editora, porque quando eu li Lobo por Lobo fui pesquisar sobre o próximo livro, se já tinha saído nos EUA e descobri que o livro seguinte era sobre o que aconteceu ANTES de Lobo por Lobo, o que deixa qualquer um bem desanimado, afinal queremos saber o que acontece DEPOIS com muito desespero. E a editora trouxe isso pra gente. Valeu pessoal!

Atenção: pode e provavelmente vai conter spoilers de Lobo por Lobo.

Lembram-se onde paramos em Lobo por Lobo? É, Yael conseguiu, atirou e matou Hitler durante o baile, na frente de todas as câmeras. Acontece que não se tratava dele, mas sim de outra pessoa como ela, capaz de mudar de rosto. Então ela começa a fugir, tendo deixado para trás Felix amarrado, esperando que isso baste para inocentá-lo (bem capaz! é a turma do Hitler), sendo que ela cometeu o crime usando o rosto de Adele, a corredora famosa.

Durante sua fuga surge outro imprevisto: Luka Lowe descobre o que ela é e vai atrás dela em busca de proteção, mais esperto que Felix e ela, sabe que os policiais jamais vão acreditar que ele não sabia de nada e trouxe uma traidora para a festa. O problema é que Yael é preparada para se virar sozinha e fugir, mas a coisa muda de figura sobre carregar consigo alguém despreparado e que não pode mudar de rosto.

Entre fugas e torturas, Yael e seus novos amigos/companheiros de fuga precisam voltar à base da resistência e decidir o que fazer, já que Hitler está super vivo e cuspindo ódio aos traidores. Até que alguém muito importante de seu passado, um de seus lobos, surge oferecendo ajuda e aliança e traçam um plano que a fará ter de encarar os horrores da infância.

Agora ela precisa ser mais forte e corajosa do que nunca para cumprir sua missão e por um fim a um regime que causa tanto sofrimento para as pessoas.

Eu sempre fui muito sensível ao que se passou naquela época (considerando a história real – meu povo sofreu muito lá) e mesmo sabendo que esta é uma obra de ficção, os horrores que ela descreve são compatíveis aos daquela época: pessoas cegas de ódio às outras raças, causando dor e morte por devoção a um homem louco e cruel. Então durante a leitura, nos deparamos com cenas e situações que devem ter acontecido e é impossível não pensar no grau de maldade e injustiças causado na vida real, porque mortes e torturas aconteceram de verdade.

Além disso, a história é muito boa, capaz de arrancar lágrimas. Os personagens são muito bem descritos e também suas emoções e conflitos interno, seu amor incondicional pela família e amigos, vivos ou já mortos nos fazem sentir próximos a eles, sentir sua dor e entender o que motiva suas decisões. Indico para todo mundo esses livros, minha irmã também leu e amou, assim como muita gente que ler vai se surpreender e emocionar com essa história tão fictícia e tão real.

Talvez eu tenha gostado mais que o primeiro e isso vindo de mim é muito raro, então, talvez.

Agora que já lançaram a continuação, será muito bem recebido aquele livro que trata de antes de Lobo por Lobo, embora eu gosto de considerar essa duologia como o suficiente, cumpriu bem o seu papel.

Essa foi a MINHA opinião, conta a SUA pra mim? Curta, comente e compartilhe. Te vejo depois do próximo “fim”.

Minha nota para essa distopia incrível será de cinco smileys!

 

 

 

Ficha Técnica:
Autor: Ryan Graudin
Editora: Seguinte
Ano: 2017
Páginas: 440
Skoob: Sangue por Sangue
Onde Comprar: Saraiva, Amazon, Americanas

 

 

Amanda

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales