Resenha de A Promessa, @editoraarqueiro

por há 2 meses e 100 leituras

Depois de ouvir duas adolescentes trocando confidências no porão de sua casa, Myron faz com que as garotas prometam ligar para ele se um dia estiverem em alguma encrenca e não tiverem coragem de recorrer aos pais em busca de ajuda. Ele garante que irá em seu socorro sem questionamentos, qualquer que seja a situação. Alguns dias depois, às duas da manhã, seu telefone toca. É Aimee Biel, uma das garotas a quem oferecera apoio incondicional. Abalada e nervosa, ela pede que Myron a deixe em frente a uma casa numa rua deserta, o suposto endereço de uma amiga. Apesar de sentir que alguma coisa está errada, Myron honra sua palavra e não faz perguntas. Mas ele se arrependerá profundamente dessa decisão, porque talvez essa seja a última vez que Aimee será vista por alguém. Atormentado pela culpa – ao mesmo tempo que se torna o principal suspeito pelo misterioso desaparecimento –, Myron decide investigar o caso por conta própria. Envolvido numa trama cheia de promessas desfeitas e segredos devastadores, ele descobre que essa não será apenas uma busca por uma adolescente que sumiu: será também uma busca pela verdade em suas nuances mais sombrias.

Se você acompanha minhas resenhas, sabe que sou apaixonada por romances, especialmente aqueles bem água com açúcar. Então talvez tenha estranhado minha escolha de livro. Mas basta ler essa sinopse para entender. Eu ainda não havia lido nenhum livro sobre o personagem Myron Bolitar, porém já conhecia um título de Harlan Coben. Este é o segundo, sem dúvida o melhor até agora, dos que li.

Myron Bolitar convidou alguns amigos para sua casa, incluindo sua namorada Ali e a filha dela. Ao passar pelo porão, ele houve a garota e outra adolescente, filha de um casal de amigos seus, conversando. Prestando atenção na conversa, Myron descobre que uma das duas andou de carro com um motorista bêbado. Então, conversa com elas e pede que liguem para ele caso precisem, se passarem por uma situação semelhante no futuro.

– Por favor, escutem, está bem? Se algum dia estiverem numa encrenca, se saírem para beber, se seus amigos estiverem bebendo, se vocês estiverem doidonas ou sei lá o quê… Prometam que vão ligar para mim. Eu vou pegar vocês onde estiverem. Não vou fazer nenhuma pergunta. Não vou contar aos seus pais. É a minha promessa. 

Só que ele não contava que Aimee fosse cumprir o combinado tão cedo. Alguns dias mais tarde, ele recebe uma ligação da garota pedindo para buscá-la em determinada rua do Centro, às duas da madrugada. Ele cumpre o que prometeu e vai atrás da moça, não sem antes fazer algumas perguntas, que não foram respondidas ou foram respondidas de forma evasiva. Afinal, ele prometeu não fazer perguntas.

Ela pede para  ficar na casa de uma amiga, dá um endereço complicado de chegar e se despede no portão, de um jeito meio estranho. Myron percebe que algo não está bem, porém resolve ir embora, já que Aimee aparentemente está em segurança. Mas ela não está. Ao ligar para seu celular, ele só recebe caixa postal e ela não volta para casa depois.

Aí entra todo aquele negócio de investigação, detetives, etc., tentando descobrir o paradeiro de Aimee. Myron é o principal suspeito e, para se livrar das acusações e também a pedido da mãe da garota, ele sai em busca da moça. Larga tudo e só vive para essa procura, pois ele sente que não cumpriu a promessa de proteger Aimee, conforme gostaria. Além disso, acaba também investigando o paradeiro de outra moça, que sumiu em circunstâncias semelhantes. Só que com isso ele se envolve com gente perigosa, que põe sua vida em risco.

– O caixa eletrônico que Aimee Biel usou ficava em Manhattan. Mais especificamente… – ele diminuiu o ritmo das palavras – … num Citibank na esquina da Rua 52 com a Sexta Avenida. 

Loren sentiu um arrepio na base do crânio. Banner disse:

– Foi o mesmo que Katie Rochester usou, não foi? 

Eu gostei muito de como tudo se desenrolou, especialmente no fim. Não consegui adivinhar os motivos do desaparecimento, nem o causador, apesar de ter sacado parte importante do desfecho bem antes de ele ser desvendado.  É um excelente romance para quem gosta de mistério e suspense. Eu adorei, mesmo não sendo meu gênero preferido.

Nota máxima para A Promessa:

Ficha técnica:

Autor: Harlan Coben 

Editora: Arqueiro

Ano: 2017

Páginas: 352

Skoob: A Promessa

Onde comprar: sugestão da editora

Beijinhos da Nanda!

Nanda

De manhã: funcionária pública (secretária escolar). De tarde: leitora beta, redatora, corretora e revisora de textos. Em tempo integral: sou casada, tenho um filhote muito fofo de Yorkshire chamado Paçoca, sou viciada em livros e apaixonada por séries de TV, especialmente de culinária, Friends e The Big Bang Theory. Iniciei no portal em junho de 2013, na área de filmes, e um ano depois comecei a resenhar livros.

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

(casa nova)