Resenha de O Chá-de-bebê de Becky Bloom, @editorarecord

por há 6 meses e 167 leituras

Sinopse:Becky Bloom finalmente arranjou um bom motivo para fazer compras por dois, ela está grávida! Um bebê era o que faltava em sua vida e tudo tem que estar perfeito para esse momento tão especial: as roupinhas, a decoração do quarto, o carrinho de última geração e a obstetra mais badalada da cidade, claro. O Chá-de-Bebê de Becky Bloom é mais uma aventura consumista de Rebecca Bloom, que transformou sua autora, Sophie Kinsella, em um dos maiores fenômenos da nova literatura feminina britânica.

Hey pessoas! Hoje vamos falar da minha série de livros favoritos, que é a série sobre a consumista mais famosa do mundo: Rebeca Bloomwood, ou Becky Bloom (Rebeca Bradon – agora casada com Luke), o livro é “O Chá-de-bebê de Becky Bloom”, livro número 5 da série, que retrata a chegada da filhinha de Becky e Luke com muitos gastos e muitas aventuras.

Becky está feliz da vida com a gravidez, agora tem uma irmã e vai ganhar um bebê. Logo ela decide que esse será o bebê mais fashion de todos e vai descobrir que suas grifes favoritas (e mais caras) tem linha de roupas para bebês – para o desespero de Luke, que não entende porque bebês têm que ser fashion, ou usar roupas de marca.

A frugal irmã de Becky concorda, por ela o bebê pode usar roupas feitas de saco de batatas e será muito feliz e colaborará com a natureza. Claro que tudo isso deixa Becky horrorizada, e ela decide comprar tudo do melhor para o bebê, além de discutir com Luke quem consegue fazer o maior investimento visando o futuro do bebê.

Uma das decisões que ela toma é que não será o médico que fez o parto de Luke quem fará o do bebê, ela vai procurar Venetia Carter (acho que é esse o nome) a obstetra das famosas, ela já pode até se imaginar sentada na sala de espera junto de outras celebridades grávidas e, óbvio, tornarem-se melhores amigas. O problema é que a tão sonhada obstetra é uma ex-namorada de Luke e, segundo Becky, está disposta a ter Luke de volta e por isso Becky fará as maiores loucuras para impedir – com garantia de MUITAS risadas.

Além disso, ela pretende ter um chá-de-bebê digno de uma celebridade, o que pode ser atrapalhado pelos conselhos médicos de sua obstetra, que parecem que a deixam cada vez mais para baixo e menos bonita – com meias, e uso de pochetes em vez de bolsas – conselhos que nos fazem duvidar das intenções da boa médica. Como muitas grávidas, ela está se sentindo insegura, o que para Becky significa que ela vai aprontar todas para chamar a atenção de Luke, quando eu digo todas, é todas mesmo! Ah é, além disso, a busca pela casa perfeita para criar o bebê se inicia e você vai se divertir muito com isso.

Bem, eu vou parar de contar, porque quero muito que providencie já a leitura dessa história divertidíssima e, claro, volte aqui nesta resenha para contar para mim o que achou – eu fiquei morrendo de dó da Becky nesse livro, ela estava tão sensível e fizeram aquilo com ela, mas ela é demais, sempre dá seu jeito.

Minha nota para O Chá-de-bebê de Becky Bloom são cinco smileys muito felizes.

Essa foi a MINHA opinião, conta a SUA pra mim? Curta, comente e compartilhe. Te vejo depois do próximo “fim”.

Ficha Técnica:
Autor: Sophie Kinsella
Editora: Record
Ano: 2008
Páginas: 512
Skoob: O Chá-de-bebê de Becky Bloom
Onde comprar

 

Amanda Essi

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales