Resenha de Na Minha Pele, @edobjetiva

por há 1 semana e 67 leituras

Sinopse: “Movido pelo desejo de viver num mundo em que a pluralidade cultural, racial, étnica e social seja vista como um valor positivo, e não uma ameaça, Lázaro Ramos divide com o leitor suas reflexões sobre temas como ações afirmativas, gênero, família, empoderamento, afetividade e discriminação. Ainda que não seja uma biografia, em Na minha pele Lázaro compartilha episódios íntimos e também suas dúvidas, descobertas e conquistas. Ao rejeitar qualquer tipo de segregação ou radicalismos, Lázaro nos fala da importância do diálogo. Não se pode abraçar a diferença pela diferença, mas lutar pela sua aceitação num mundo ainda tão cheio de preconceitos. Um livro sincero e revelador, que propõe uma mudança de conduta e nos convoca a ser mais vigilantes e atentos ao outro.”

“Na Minha Pele” é muito mais que um livro, é uma conversa cara a cara. Não foi à toá que Lázaro Ramos foi sucesso na Flip, que nessa edição teve Lima Barreto como homenageado. Ações afirmativas, discussão de gênero, empoderamento, afetividade e combate à discriminação se tornaram palavras de ordem para quem milita em favor dos direitos humanos e Lázaro Ramos debate cada um desses assuntos em seu novo livro publicado pela Objetiva.

É incrível a capacidade que o escritor teve em transformar um assunto tão polêmico em um bate papo. É como se o ator estivesse sentado numa mesa comigo tomando um café e eu pergunto: “Como é ser um ator de sucesso sendo negro?”. E aí começa a surra que fez a minha carne sangrar. Lázaro Ramos nos faz pensar, repensar e repensar novamente sobre as nossas ações a respeito de discriminação racial. E tudo isso com a sua história de vida (pequenos trechos) contada com vários pontos de vista.

O livro “Na minha pele” (Objetiva / Companhia das Letras) reúne a coragem, a franqueza e inteligência do ator que resolveu transformar sua história em uma luta contra as diferenças. É óbvio que ele poderia ter lançado a sua biografia, mas não teria o foco que esse livro tem. Primeiro, é todo escrito em primeira pessoa, o que faz você se sentir de frente. Segundo, o escritor utilizou uma linguagem bem simples e com muito humor, característica do Lázaro que não poderia faltar, é lógico. Terceiro, o livro é um puxão de orelhas naqueles que ainda insistem em praticar qualquer discriminação. E eu poderia continuar pontuando as qualificações, mas irei parar por aqui. É melhor você ver (ler) com os seus próprios olhos e se sentir impactado pelas ações e palavras de Lázaro Ramos.

Espero que Lázaro volte logo para uma próxima conversa, já sinto saudades.

 

Ficha técnica:

Skoob: NA MINHA PELE
Páginas: 152
Onde comprar:  Amazon
Lançamento: 12/06/2017

Beijocas no coração

Mari Felix

Mari Felix

Jornalista, carioca, casada, mãe de dois filhos, admiradora de filmes, séries, livros e exposições. É uma romântica incorrigível, que chora até com filmes de comédia. Colunista na área de Filmes desde Fev/2015. No twitter pessoal . No Instagram pessoal .

Facebook Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales