Resenha de Dois Caminhos, Um Destino

por há 7 meses e 324 leituras

Bárbara Giotto aos seus 35 anos hoje sua vida está como sempre planejou . Com uma casa linda, marido rico e uma bela filha. Muito distante da tragédia que viveu na faculdade aos seus 19 anos. Porém um antigo amor não sai das lembranças.
Com seu jeito de cowboy o veterinário Fabrício Dutra Neto, e um moço ousado, muito sexy e destemido vindo muito influente na cidade. Ela nunca se imaginou amando alguém como ele, juntos eles viveram o verdadeiro amor.
Mas uma tragédia os separa, levando-os a caminhos diferente.
Dezesseis anos se passaram e o destino pode cruzar seus caminhos novamente. Será a nova chance de reviver o antigo amor, ou uma tragédia anunciada?Bárbara, mais conhecida por Babi, vive um casamento que é aparentemente perfeito. Com uma filha linda, um marido rico, ela tem o que muitas mulheres desejam na vida: uma família e uma vida confortável. Mas, Babi já não é mais feliz com Alex. Seu marido, com quem estava desde a época da faculdade, já não é o mesmo homem atencioso e carinhoso de quando namoravam. O rapaz amoroso que a amparou quando sofreu sua maior desilusão deu lugar a um homem rancoroso, que já não lembra em nada o doce Alex com quem se casou.

Depois de mais uma briga com Alex, Bárbara começa a remexer em um álbum da época da faculdade e somos transportados para 1999, quando Babi era caloura na faculdade de Odontologia em Bauru, e onde conheceu o homem que ainda hoje desperta lembranças que ela prefere evitar: Fabrício Dutra Neto.

Filho de uma das famílias mais ricas de Baurú, Fabrício nunca foi de se apegar a mulher. Lindo, cobiçado, encantador, gostoso, sempre enfiado em calças justas no melhor estilo cowboy, ele era a imagem da perdição. E quando Babi botou os olhos naquele pedaço de mau caminho em sua primeira festa, foi exatamente assim que ela se sentiu: perdida.

A atração entre Babi e Fabrício é imediata. Ele se encanta com o fato de ela não saber quem é sua família e nem ligar pro fato de que eles são podres de ricos. Ela se encanta com seu jeito carinhoso e protetor. E, contra todos os avisos que recebeu de seus amigaos para ficar longe de Fabrício, Babi se vê completamente apaixonada por esse cowboy que está disposto a tudo para ficar com ela.

Acontece que nem tudo são flores e amores. Se Babi se acha ciumenta, ela não tem nem noção do quão ciumento e possessivo Fabrício é. E se no início Babi achava que era fofo essa superproteção, ao longo do caminho a coisa não parece muito promissora.

Quando fica bêbado, Fabrício mostra um lado nada bonito. Foi difícil pra mim continuar gostando dele quando ficava grosseiro e cheio de razão, tipo mandão mesmo. Odeio. Nem na vida real nem na ficção. Não era que ele era possessivo, curto isso em personagens, mas ele ficava beirando a agressividade e isso me incomodou em alguns momentos, mas sentia que por trás daquilo tinha algo mais. Sim, toda a grosseria e chiliques me incomodaram, mas no decorrer da história vamos vendo que por trás da rica família Dutra existem segredos sujos e pessoas desequilibradas.

Por um tempo, o amor de Babi e Fabrício foi forte o suficiente, mas ciúmes e outros empecilhos acabaram atrapalhando o casal e fez Babi sofrer mais do que qualquer um merece. Confesso que teve horas que queria dar uns tapas na Babi e fazer ela ter um pouco mais de amor próprio. Quis matar o Fabrício porque tinha horas que o ciúme dele era ridículo e ele ficava cego e acreditava nas pessoas menos indicadas!

“Nunca imaginei que entrar para a faculdade iria me fazer conhecer o amor é a dor tão de perto, eu fui a pessoa mais feliz do mundo em dois anos e a mais infeliz em seis meses.”

Entre idas e vindas, as vidas de Babi e Fabrício mudaram. Os anos passaram, cada um tentou seguir sua vida… mas será que o destino deles é REALMENTE estarem separados??

Depois de 16 anos, eles se reencontram em Baurú, e essa pode ser a chance de eles se acertarem novamente, se eles puderem deixar toda a mágoa e tristeza por que passaram de lado. A questão é: será que eles irão conseguir colocar os pontos nos “is” e retomar esse linda história de amor? Só lendo pra descobrir. ;)

Dois Caminhos, Um Destino é um livro sobre perdas, aceitação, perdão. Uma história bonita, cheia de drama e com um final que não vai decepcionar as mais românticas. Apesar de querer matar os protagonistas de vez em quando (cara, tem horas que eles fazem muita merd*!), por trás de tanto sofrimento, temos uma história muito bonita! E isso é o máximo que posso falar do livro sem comçar a soltar spoiller rs.

Esse foi o primeiro livro que li da Vanessa e gostei bastante da escrita. Personagens reais, cheios de qualidades e defeitos como todos nós. Mas, a Editora deixou a desejar na revisão: erros aos montes ao longo do livro, o que é uma pena, porque a história merecia mais atenção por parte da Aldeia.

Pela história, mereceria 5 brigadeiros, mas os erros da editora realmente chegaram a atrapalhar a leitura, então, vou de 4 brigadeiros pra esse doce livro.

Xero grande e até a próxima!

Cris Gomes

CrisGomes

Casada; paraibana; viciada em doces; tímida; louca por livros. Já vivi mil vidas através dos livros... ;)

Facebook Instagram Twitter Google+

Um comentário para “Resenha de Dois Caminhos, Um Destino”

Vanessa

Linda ameiiiii!!!

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales