Resenha de A Conquista, @EditoraParalela

por há 1 mês e 112 leituras

De todos os jogadores de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha com uma vida tranquila: esposa, filhos e, quem sabe, um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil. Um acontecimento inesperado vai colocar a vida desses jovens de cabeça para baixo. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas — e que o amor é a maior conquista de todas.

Pedi esse livro em maio, então imagina minha ansiedade para saber finalmente o desfecho… Li inúmeras resenhas, algumas positivas outras nem tanto e me desanimei antes de começar a leitura.

“- Por que eu iria querer alguém facil?- abro um sorriso.- Não teria a menor graça. “

E eis que me encantei com tudo, e olha que venho de uma leva de livros sem graça, começava a achar que o problema era meu… 

Quem leu a série, ou minhas resenhas, sabe que a autora retrata dilemas da adolescência, melhor, desafios da vida… problemas familiares, carreira profissional, amigos e mais inúmeras coisas e lógico que em A Conquista não seria diferente.

Sabrina batalha a anos para crescer na vida e sua determinação até da um ar de esnobismo no começo, é lindo ver as barreiras e juízos que criamos indo por terra a cada capitulo.

“Os nomes não combinam. O apelido deles ia ser Tamber ou Aucker, e as duas opções são ridículas.
Mas nossa apelido ia ser Sucker, o que podia ser uma referência a sexo ou a como me sinto agora -uma idiota. Afinal, o que ele está fazendo, flertando com outra depois de me mandar uma mensagem daquelas?”

 

Ela tem tudo planejado, na verdade toda sua vida esta milimetricamente definida, e o gostoso é poder perceber que tudo isso é uma casca, que esconde uma menina frágil e insegura. 

“Se você estiver atrás de uma resposta sobre estatística, procure um nerd da matemática. Se quiser satisfazer uma necessidade física, procure um atleta. O corpo é a ferramenta do atleta de elite. Eles cuidam bem dele,sabem como forçar seus limites, blábláblá. “

E uma baita conselheira amorosa,rs.

Tucker, que ja conhecemos de outros carnavais é todo sentimento, e acredito que daria um excelente psicologo, porque a embatia dele por todos é gigantes. Ele realmente não julga e sempre se coloca no lugar do outro, então o que para alguns pode ter sido bobo, para mim foi um ideal de vida. QUERO SER MAIS TUCKER 

“- Você não se abala com nada?[…]
– Claro, com um monte de coisa, mas tento não deixar isso me derrubar. É um desperdício de energia. “

Essa história é contada em paralela com a do livro O Jogo, então entenderemos onde Tucker se escondia. 

“-Não vou dormir com você só porque me pagou uma bebida- diz por cima da garrafa. 
-Ainda bem- respondo com um dar de ombros.  -Tenho padrões mais elevados do que isso. “

E desse enrosco Tucker e Sabrina, acontece o inesperado… uma gravidez.

E todos os planos? Harvard, montar um negócio, sair de casa, voltar para o Texas… Só temos uma vida até que se prove o contrario, então SEJA FELIZ

A conquista faz parte da série Amores Improváveis e você pode acompanhar as resenhas dos livros anteriores aqui no Portal: O Acordo, O Erro e O Jogo. Minha lista de preferencia é 3°, 4°, 1°e 2°. Dean se mantem em primeiro por ser o mais safado,rs… Mas Tucker, pouts ele é O CARA.

Ficha Técnica: 
Autora: Elle Kennedy
Páginas:336       Ano: 2017
Skoob: A Conquista
Onde comprar: Saraiva // Amazon

JuTorres

Estudante de Psicologia, paulista. Fascinada por série, filmes, livros e um bom rock...Colaboradora Oficial desde setembro/ 12. No Twitter pessoal @jupsique

Facebook Instagram Twitter

Um comentário para “Resenha de A Conquista, @EditoraParalela”

Patricia Vahl

Queria ler esses livros, mas não consigo gostar das capas ‘:) Acho elas bem sem graça :p
Mas gostei muito da tua resenha, vou colocar eles na fila e quem sabe leio ainda esse ano!

Adorei a Resenha!

Beijinhos da Paty ;)

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales