Resenha de Amante Revelado de J. R. Ward.

por há 6 anos e 462 leituras

Leia minha resenha do quarto livro da série Irmandade da Adaga Negra: “Amante Revelado”.

Sinopse:

“Butch O’Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo…”

Resenha:

“Amante Revelado” foi uma grande surpresa. Após ter me encantado absurdamente pelo terceiro livro, “Amante Desperto”, imaginei que seria difícil que este quarto livro me agradasse tanto. Seria um grande desafio para Butch, o único humano protagonista da série, ter seu livro lido logo depois de Zsadist. Mas como disse, me surpreendi de uma maneira muito positiva. Simplesmente me apaixonei por este livro, o que torna ainda mais difícil a tarefa de escrever algo sobre ele.

“Amante Revelado” segue o modelo dos livros anteriores tendo como protagonista o humano Butch O’Neal, que desde “Amante Sombrio” começou a se relacionar com a irmandade, participando do dia a dia dos vampiros e auxiliando até onde era permitido. E por mais estranho que tenha sido a aproximação da irmandade foi ela que deu a Butch um lugar onde se sentir acolhido e a vontade.

Durante a leitura nos aproximamos novamente de Marissa, vampira que nos foi apresentada também no primeiro livro como companheira de Wrath e membro da aristocracia. Apesar de participar de muitos eventos da elite vampírica e estar sempre convivendo com muitos da sua espécie, Marissa é muito só. Ela é discriminada por ter sido abandonada pelo rei Wrath e por isso só pode contar com seu irmão, o médico Havers. E devido a um mal entendido Butch, que parecia tão interessado na vampira, não volta a procurá-la.

É em “Amante Revelado” que o mal entendido entre Marissa e Butch se resolve. Dando a ambos a chance de ficarem juntos. É claro que tal tarefa não é assim tão fácil, afinal estamos falando do romance entre um humano e uma vampira da aristocracia. E além disso, para complicar mais, Butch que apesar de ter sido sempre afastado das questões da irmandade, acaba entrando de cabeça neste mundo. Dando tanto aos redutores quanto aos vampiros uma grande razão para ficarem preocupados, deixando muitas dúvidas sobre a sua lealdade e também sobre o perigo que pode estar correndo.

Junte a isso a confusão pela qual Vishous, guerreiro da irmandade e também melhor amigo de Butch, esta passando. Mostrando estar mais envolvido pelo ‘tira’ do que gostaria.

“Amante Revelado” se mantém fiel aos livros anteriores trazendo a tona muitas mágoas do passado e também MUITAS passagens quentes. Apesar de Marissa ser inexperiente neste assunto romântico, já que sempre foi rejeitada por Wrath, e desprezada pelos outros machos de sua raça por este mesmo motivo, sua relação com Butch é puro fogo. O carinho que o ‘tira’ tem com Marissa é muito fofo. Ao mesmo tempo em que ele a deseja com todas as forças, ele se nega a colocar suas vontades a frente do que ela está disposta. E antes de terminar este assunto só posso dizer que Butch me pareceu um ótimo professor. Rs

Apesar de vermos Ômega, criador dos redutores, nos livros anteriores  é em “Amante Revelado” que ele se apresenta formalmente, deixando mais clara a ideia de quem é e o que pode fazer de fato. E é por estar, de certa forma, ligado a ele que nosso protagonista ganha destaque como guerreiro que sempre desejou ser.

O livro tem um ritmo ótimo, bem ‘pegado’, o que agiliza a leitura. Não dá vontade de largar de tão presos que ficamos com a narrativa e com os desdobramentos tomados na estória.

Novamente fiquei bastante satisfeita com a presença dos outros personagens que enriqueceram a estória deixando-nos curiosos com o que está por vir, e também com o passado cheio de marcas que eles possuem.

Gostei tanto da leitura que comecei a reler assim que o terminei. Simplesmente não consegui desapegar do livro e de seus personagens. O lado triste de cada livro ter um personagem como foco é ter a certeza de que no próximo livro você não o verá – protagonista – de novo com tamanho aprofundamento. Foi exatamente assim que me senti ao terminar esta leitura, completamente “órfã” do Butch. E por isso precisei de um tempo para dar continuidade a leitura da série. Precisava desapegar do Butch primeiro. Rs

Recomendo a leitura de “Amante Revelado” a todos que curtem um romance quente e muita ação. Tenho certeza de que agradará as fãs dos livros anteriores. “Amante Revelado” se tornou um dos meus favoritos.

Confira as resenhas de “Amante Sombrio“, “Amante Eterno” e “Amante Desperto“, respectivamente primeiro, segundo e terceiro livros da Irmandade da Adaga Negra, clicando em seus títulos.

Beijos.

[Queridos ajudem na divulgação do blog e de suas postagens usando as ferramentas +1, Curtir e Tweetar que se encontram abaixo do título de cada postagem e no final da página inicial. Obrigada!]

13 comentários para “Resenha de Amante Revelado de J. R. Ward.”

CrisGomes

Ai, Fran, amo suas resenha da Irmandade da Adaga Negra!

Como fã da série, fico com uma saudade imensa dos personagens, principalmente dos mais queridos! Tenho vontade de largar tudo e voltar a ler a série de novo! Mas, como sei que não farei isso (a lista lis de leitura é grande, né), me consolo lendo suas resenhas e relembrando as aventuras e “pegadas” dos Irmãos mais quentes de Cadwell.

E, cada vez que leio suas resenhas sobre a IAN, minha necessidade de ler Amante Renascido aumenta! Ai, ai! Difícil, viu! rsrs

Xero!

    FranFlores

    Que bom Cris, fico feliz de agradar uma grande fã da série.
    Sei que é complicado ainda mais com tantas coisas para ler, mas de vez em quando faz um bem danado reler um livro, ainda mais quando bate uma saudade dessas ou a ansiedade com um futuro lançamento.
    Eu só não compartilho da sua ansiedade porque eu ainda tô longe de chegar em Amante Renascido, ainda me faltam alguns irmãos até chegar ao Tohr.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.

Shara

Ai ai… o que posso dizer “suspira”. Tenho que terminar logo a minha coleção quero me “apegar” assim tb à eles rs. Mas eu já tenho o meu preferido que é o Rhage Amante Eterno.
O bom é que a cada resenha sua eu fico sabendo um pouco mais e isso é ótimo, ainda bem que vc não entrega o queijo ao rato rs.
Consigo me aguentar o suficiente e me empolgar com suas resenhas sempre perfeitas.
Bjos

    FranFlores

    Shara, mais uma vez obrigada. Muito bom saber que você gostou da resenha.
    Você sabe que o Butch é meu preferido, mas também não vou ficar fazendo muita propaganda dele não. rs
    Mulher você tem que completar isso logo, se empenhe para isso na Bienal, os preços devem estar felizes e você ainda começa a série de uma vez.
    Beijos.

karen andrade

todos os livros da serie são bons eu ainda n vi nenhum pra dizer assim esse n vale ler já li todos os lançados e estou roendo as unhas esperando o proximo

    FranFlores

    Pois é Karen, eu ainda não li todos os lançados no Brasil, mas estão todos aqui para que eu possa mudar isso. rs E tenho que concordar com você todos os livros valem ser lidos.
    Beijos.

JuLund

SEM PALAVRAS! Resenha perfeita e intrigante! Parabéns, bjokas.

    FranFlores

    Obrigada Ju. Espero que seja o suficiente para te motivar a pegar os livros da série de novo.
    Beijos.

Beatriz

Adoro suas resenhas Ju, e, por isso concordo com você quando diz que Butch foi um otimo professor. Seria bom se os homens em geral tivesse uma visão de sexo como o personagem. Isso faria com que as mulheres ficassem mais à vontade consigo mesmas e pudessem se expor sem ficar se questionando sobre os seus proprios desejos, se eles são certos ou errados. Enfim… Amo muito a IAN. Beijos.

    FranFlores

    Oi Beatriz, fico feliz por vc ter adorado a resenha ainda que ela não seja da Ju…
    Eu gosto muito dos livros da Irmandade, as histórias, os personagens, o ritmo e principalmente, a narrativa me deixam grudada no livro. Simplesmente não consigo largar.
    E sobre Butch, eu realmente sou mt suspeita para dizer qualquer coisa. Ele é o cara!
    Obrigada por ter comentado.
    Beijos.

Trackbacks/Pingbacks

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales