Resenha: A química que há entre nós @GloboAlt

por há 5 meses e 182 leituras

Sinopse:

Grace Town é esquisita. E não é apenas por suas roupas masculinas, seu desleixo e a bengala que usa para andar. Ela também age de modo estranho: não quer se enturmar com ninguém e faz perguntas nada comuns.

Mas, por algum motivo inexplicável, Henry Page gosta muito dela. E cada vez mais ele quer estar por perto e viver esse sentimento que não sabe definir. Só que quanto mais próximos eles ficam, mais os segredos de Grace parecem obscuros.

Mesmo que pareça um romance fadado ao fracasso, Henry insiste em mergulhar nesse universo misterioso, do qual nunca poderia sair o mesmo. Com o tempo, fica claro para ele que o amor é uma grande confusão, mas uma confusão que ele quer desesperadamente viver.

Esse é o típico livro que te ganha pela capa e a leitura sem grande expectativa, torna-se uma grande experiência. A leitura foi mais que de um romance comum para adolescentes e jovens adultos, a trama da bela autora estreante acabou por ganhar meu coração.

Se você quiser, pode ler todo o primeiro capítulo AQUI!

Título original: Our Chemical Hearts
Autora: Krystal Sutherland

Na narrativa desse lançamento Globo Livros (Selo Globo Alt) conhecemos Henry – nosso protagonista – que acaba de conseguir uma a vaga de editor do jornal de sua escola.

As coisas se tornam mais atípicas quando descobre que vai ter que dividi-la com uma garota recém transferida para o seu colégio.

“Pelos três dias seguintes, era difícil uma hora passar sem que eu e Grace não nos víssemos.”

Grace é diferentona: manca e anda com a ajuda de uma bengala, é super sociável (Só que não rs) e  além disso, sua aparência é meio bagunçada. Os dois começam trabalhar lado a lado e nesse cotidiano vamos descobrindo a profundidade dessa trama e a presença meio mórbida dessa menina acaba por conquistar seu coração.

Perdidamente apaixonado, Henry vai de cabeça, aceitando qualquer migalha de atenção da garota e se instala uma relação bastante desigual e nada saudável.

Henry quer compreendê-la mas a jornada não é fácil.

“Este livro vai muito além do romance típico adolescente. Suas passagens encantadoras e o charme autodepreciativo de Henry vão ganhar todos os fãs de S. Chbosky e J. Green” – School Library Journal

O drama desenvolvido pela autora vem, aqui, na medida certa. Grace é totalmente desestruturada, tive vontade de abraçá-la muita vezes, já que sua perspectiva de realidade é “ladeira à baixo”. E a química entre eles, existia? A pergunta assombrou minha cabeça por todo livro.

Pitadas de humor e doses de drama circulam às páginas, que mesmo com algumas caricaturas acaba por convencer no final; cuja moral da história rende ótimas reflexões.

“Eu não sei como, ou por quê, mas, quando eu estava com você, você fazia a dor ir embora.”

Quase quatro estrelas essa leitura, agradeço muito a cortesia. Recomendo a leitura!

 

Tradução: Luisa Geisler
Páginas: 272
Formato: 16cm x 23cm
Data de lançamento: 20/03/2017

 

 

Ju Lund

Escritora, graduanda em Artes Visuais,Téc. em turismo e hotelaria, gaúcha de Pelotas que adora assistir muitos filmes e séries de tv. Viciada em Lit. Fantástica. Fundadora do site (em 04/10) e Editora Chefe deste Portal. No Twitter @aJuLund

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales