Orgulho e Preconceito, Editora Martin Claret.

por há 8 meses e 296 leituras

Sinopse: “A obra literária de Jane Austen deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns. “Orgulho e Preconceito” (1797) é a obra mais conhecida da autora. Jane Austen mostrou como o amor entre os protagonistas era capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade da época. A crítica veio a considerá-la a primeira romancista moderna da literatura inglesa”.

Acredito que a maioria de todos os leitores desejam ler ou já leram o livro “Orgulho e Preconceito”, como também devem ter visto o filme que é um dos meus preferidos, sempre que posso prefiro ver o filme antes de ler o livro, pois assim a decepção não vai ser tão grande, afinal o filme nunca conseguiria abordar tudo.

E finalmente tenho o prazer de concluir a leitura desse livro que está para sempre na minha lista dos melhores livros que já li na vida, simplesmente ainda mais perfeito do que eu poderia imaginar, como já mencionei me apaixonei pelos personagens principais quando os vi no filme e agora lendo o livro tenho Elizabeth Bennet em mais alta conta e amo ainda mais o arrogante Sr. Darcy.

Nessa trama Jane Austen nos apresenta uma protagonista que vive além do seu tempo, ela é inteligente, perspicaz, carismática e acima de tudo impulsiva, ela não teme levantar a voz para ser ouvida e isso é simplesmente apaixonante, posso dizer que o filme é bastante fiel ao livro, apesar de muitas cenas acontecerem em cenários diferentes, porém isso não muda a questão de que os diálogos são os mesmos.

“Terminadas as danças, voltou a procurar Charlotte Lucas e estava conversando com ela, quando se viu subitamente abordada pelo sr. Darcy, que tanto a pegou de surpresa com o pedido de sua mão para a dança, que, sem saber o que fazia, ela aceitou. Ele se afastou em seguida, deixando-a lamentar-se sobre sua falta de presença de espírito”;_Pág. 125.

A trama transcorre igual à do filme a família Bennet possui lindas moças, Elizabeth é a mais velha, Jane a mais bela, Lydia e Kitty imprudentes e namoradeiras e Mary estudiosa e ajuizada, todas com pretensões de um dia conseguir um bom casamento, porém para Elizabeth o mais importante é casar por amor.

E a chegada dos Bingley traz o amor para a doce Jane, mas Jane é recatada e não demonstra seus sentimentos abertamente e isso faz com que o sr. Darcy não acredite nesse amor e afasta o seu amigo de um casamento que ele julga ser apenas por interesse, pois a Sra. Bennet e suas irmãs imprudentes possuem uma postura que ele e muitos da sociedade não aprovam.

Mas o amor por Elizabeth já foi plantando em seu coração e apesar de tudo que fez para se afastar dela o destino sempre faz com que ambos se encontrem, a atração entre eles é visível, porém a mágoa que ela sente por ele ter destruído a felicidade da irmã é ainda maior e ela não consegue aceitar seus cortejos.

“_Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de me permitir dizer com quanto ardor eu admiro e amo você.
O espanto de Elizabeth foi inexprimível. Arregalou os olhos, enrubesceu, hesitou e não disse nada. _ Pág. 248
_Em casos como este, creio que é de rigor exprimir certa gratidão pelos sentimentos confessados, por mais desigualmente que eles sejam retribuídos. É natural que se sinta gratidão, e, se eu pudesse senti-la, eu lhe agradeceria. Mas não posso… Nunca desejei a sua afeição, e você certamente a concedeu muito contra a vontade. _Pág. 249”

Uma relação onde ambos tinha orgulho e preconceito demais, onde prejulgamentos foram feitos a partir de depoimentos de pessoas com má índole, porém o destino reserva aos apaixonados um caminho para o entendimento e ao expressar seus sentimentos ao sr. Darcy, Elizabeth consegue derrubar o muro de orgulho que o rodeava e ambos conseguem vencer os preconceitos impostos pela sociedade.

Uma história maravilhosa que revela a alma e os sentimentos que permeiam a vida dos seres humanos e através das metáforas impressas na trama compreendemos os desfechos de cada personagem, pois quem vive plenamente através dos bons sentimentos consegue alcançar uma vida feliz e realizada, já para os imprudentes só resta a infelicidade. O livro merece todas as melhores indicações e por isso na minha opinião deve ter sempre as Cinco Corujas!

Ficha Técnica:
Skoob: Orgulho e Preconceito
Autora: Jane Austen
Editora: Martin Claret
Páginas: 472
Ano: 2013
Onde Comprar: Amazon, Saraiva, Americanas, Submarino.

Se vocês apreciam um bom romance de época, com certeza esse livro vai cativar o seu coração, uma história de Amor maravilhosa, amo essa edição está simplesmente belíssima, vale a pena conferir ;) Espero que apreciem a leitura e para aqueles que já leram adoraria saber a opinião de vocês! Até a Próxima.


Kisses da Er.

Erlane

Oi pessoal sou a Erlane, mas podem de chamar de Er, um apelido muito carinhoso que ganhei aqui no portal. Sou pernambucana, formada em Ciências Biologias e atualmente fazendo minha pós-graduação em Gestão Ambiental, casada e muito apaixonada, minhas outras paixões são a natureza, os animais “em especial meu gatinho (filho) que amo Floquinho”, exportes radicais e toda a vida em si. Porem minha grande paixão são livros, filmes e algumas séries. Sou simplesmente uma romântica incurável ! ;)

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales