Resenha II de O que Alice esqueceu, Editora Intrínseca

por há 1 mês e 63 leituras

Sinopse: A Intrínseca relança romance de Liane Moriarty, autora de O segredo do meu marido e do livro que inspirou a série Big Little Lies. Alice tinha certeza de que era feliz: aos 29 anos, casada com Nick, um marido lindo e amoroso, aguardando o nascimento do primeiro filho rodeada pela linda família formada por sua irmã, a mãe atenciosa e a avó. Mas tudo parece ir por água abaixo quando ela acorda no chão da academia… dez anos depois! Enquanto tenta descobrir o que aconteceu nesse período, Alice percebe que se tornou alguém muito diferente: uma pessoa que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude e, pior, de quem ela não gosta nem um pouco. Ao retratar a vida doméstica moderna provocando no leitor muitas risadas e surpresas, Liane Moriarty constrói uma narrativa ao mesmo tempo ágil e leve sobre recomeços, o que queremos lembrar e o que nos esforçamos para esquecer.

Hey pessoas! Essa semana eu trago para vocês uma super indicação, que é o livro de uma autora que se tornou muito querida nos últimos tempos, Liane Moriarty, é o livro O que Alice esqueceu. Essa obra maravilhosa é uma cortesia da editora Intrínseca aqui para o Portal e foi um prazer imenso ler! Acompanhe a minha opinião sobre a leitura.

Ah, e essa é a segunda resenha desse livro aqui no Portal, para conferir a resenha da Eve, clique aqui!

Imagine abrir os olhos e perceber que se passaram 10 anos, mas todas as suas lembranças continuam as mesmas e não faz ideia de que o tempo passou? Assustador, não é? Foi o que aconteceu com Alice, ela acordou na academia tentando entender o que fazia numa academia, porque aos 29 anos, ela era bem resolvida com os quilinhos a mais que tivesse, além disso, ela estava grávida! Era casada a pouco tempo com um marido incrível, estavam reformando a casa dos sonhos, vivendo o momento mais feliz de sua vida.

Mas quando é levada ao hospital e chama sua irmã, recebe uma terrível notícia: ela não tem mais 29 anos, mas sim 39, tem três filhos e está se divorciando de Nick. Ela acorda num pesadelo. O marido amoroso não suporta falar com ela, o bebê que estava esperando com tanta alegria era uma criança arredia que parecia não gostar dela e tinha outras duas crianças que imploravam atenção mas que ela não fazia ideia de quem era.

Alice não se agrada nem um pouco da Alice de 39 anos e quer a jovem Alice de volta, com a vida perfeita e toda sua alegria e vivacidade. Por isso ela decide deixar que a jovem Alice tome lugar e começa a tentar consertar as coisas, mas não era só Alice que tinha mudado, as situações e as pessoas já não eram as mesmas.

Atrelado a isso, acompanhamos os dilemas da família de Alice: sua mãe, seu sogro e sua avó tentando desesperadamente ajudar Alice e sua irmã, lutando com velhas mágoas dos últimos dez anos e tentando desesperadamente se tornar mãe.

O que eu mais gostei na história é que não temos as memórias da Alice, então, conforme ela vai tendo flashs de memória, são as impressões dela que passamos a ter, e precisamos esperar junto com Alice para ver o contexto que as coisas aconteceram. Também, mostra como uma amizade mal colocada pode afastar outras que também são importantes.

Não dá para falar muito porque tudo o que vai surgindo, vem com os flashs de memória de Alice. Eu nunca tinha lido nada da autora, depois desse livro emocionante e divertido quero muito conhecer outras obras dela.

Como eu disse, é uma super indicação de leitura e, se no final do ano eu fizer alguma lista dos melhores livros que li esse ano, O que Alice esqueceu vai ter um lugar muito especial nessa lista. Mal posso esperar você ler e vir me contar suas impressões dessa história!

Minha nota para O que Alice esqueceu é de CINCO smileys!!

 

Ficha Técnica:
Autor: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Ano: 2018
Páginas: 416
Skoob: O que Alice Esqueceu
Onde Comprar: Saraiva, Americanas, Amazon

 

 

 

 

Amanda

Hey pessoas! Sou Advogada, tenho 23 anos, Sul-mato-grossense, Nerd assumida, amante de livros, música clássica e rock; mais falante que o burrinho do Shrek e incapaz de deixar uma sala em silêncio por mais de 1 min - pelo menos dizem que sou engraçada, vai saber. Não sou hiperativa, mas tô quase lá! Ah e por fim, uma romântica incorrigível - não aceito final triste em livros, NEVER - #Feliz :D

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales