O Lado feio do Amor, @galerarecord

por há 3 anos e 255 leituras

Sinopse:
“Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.”

Em primeiro lugar gostaria de falar, esse definitivamente foi o melhor livro do ano de 2015, sim o ano nem findou ainda, mas duvido muito que outro vá me encantar como este. Pode ser provável que você leia o livro e pense: “maluca”, e tudo bem para mim, porque os sentimentos que tive ao ler o livro com certeza não serão os mesmos que os seus. Coolleen Hoover esta de parabéns, com sua escrita envolvente que te pega de jeito, Editora Record com a diagramação do livro e esta capa maravilhosa, que conta tanto sobre a história do livro.

Os personagens centrais de “O Lado Feio do Amor” Tate Collins e Miles Archer, são simplesmente maravilhosos, doloridamente maravilhosos. O que me prendeu neles e a forma como iniciam o relacionamento deles, com tudo fora do lugar, errado, negativo, eles mostram que o amor definitivamente tem um lado feio, estou tão habituada a ler romances que sempre nos mostram todos os lados bons da história esse foi um dos primeiros que mostrou de um jeito realista, como estar apaixonada pode te fazer coisas feias e depreciativas a si próprio.

Ao mudar para o apartamento do irmão, Tate esperava apenas se dedicar ao trabalho e ao mestrado de enfermagem que estava fazendo, optou por ficar com o irmão por um período para juntar dinheiro e poder ir para sua própria casa.

Chegando no prédio ela conhece o porteiro, um senhor de 86 anos que faz muitas perguntas e não tem filtro do que pode ou não perguntar, ali se iniciaria uma amizade. Ao subir para o andar, ela carregada de malas e cansada, sabia que seu irmão não estava, mas não esperava que fosse encontrar um bêbado em sua porta.

O prédio em que Corbin morava tinha muitos pilotos,  que era o trabalho de seu irmão, seu pai, e de todos os seus amigos, mas não imagina que já ia se deparar com o pior lado de uns deles logo de cara, tentou com esforços vãos, passar pela porta sem o bêbado cair pra dentro do apartamento, e depois de uma ligação ao irmão descobriu que teria de deixar o bêbado entrar no apartamento por se tratar de Miles, amigo de seu irmão.

O rapaz estava fora de si, a chamando de Rachel, um nome que definitivamente não era seu, ela nunca vira tanta dor em um olhar como vira naqueles olhos, mas ela estava inclinada a ajuda-lo apenas o suficiente. A força magnética que ela sentiu ao se aproximar dele a assustou e isso fez o que ela sabia fazer melhor o empurrou para longe.

Ao amanhecer, Miles não se recordava de nada da noite embaraçosa em que Tate o havia ajudado e o primeiro contato dos dois (sóbrios) não poderia ter sido diferente que uma explosão. Mas nada que eles não poderiam virar a página e tentarem um novo começo.

E assim, Tate e obrigada a passar um tempo no mesmo ambiente que ele, e incrivelmente ela o observa e se encanta por coisas pequenas e pela beleza do rapaz, mas não pode deixar de reparar que ele se fecha como uma ostra, não deixando nada nem ninguém se aproximar dele. Ela sabe que tem algo relacionado com as coisas que ele disse na noite em que o encontrou bêbado, porem nunca teve a chance de desvendar o que foi que lhe aconteceu de tão doloroso.

No feriado de Ação de Graças, os três vão para casa dos pais de Tate e Corbin e lá não se pode mais controlar as barreiras que eles criam em torno de si mesmos. Mas o que Tate não esperava fosse que Miles lhe proporia que eles apenas fizessem sexo, sem sentimentos, cobranças, perguntas,  sem passado e sem um futuro, eles não seriam um casal romântico, simplesmente fariam o que seus corpos sentiam vontade no momento e fim, o problema que selando o maldito acordo Tate se joga de cabeça.

E é aí que tudo se complica, Miles tem um passado, um passado pesado, dolorido, triste, sombrio, que o faz acreditar que não pode se permitir amar jamais, porque o amor tem um lado muito feio e com o amor vem a dor, e é melhor não sentir.

Porem Tate tem esperança, de que com o tempo ela possa despertar um interesse em Miles maior do que o que eles fazem na cama, no chão, na mesa da cozinha, e ela se submete a aceitar o que ele tem a dar, mesmo que isso acabe com ela aos pouquinhos.

Conforme vamos lendo o livro, temos a visão de Tate do presente e de Miles de seu passado, aos pouquinhos vamos conhecendo seus dilemas internos, e toda a felicidade e infelicidade por que Tate está passando. Até chegamos ao ponto onde descobrimos todo o pesadelo que ocorreu na vida de Miles, e como isso influenciou no presente sombrio que está vivendo, e que só cabe a ele mudar o seu destino e o de Tate.

 “O amor nem sempre é belo, Tate. Às vezes, você passa todo o seu tempo esperando que ele será, eventualmente, algo diferente. Algo melhor. Então, antes que você se dê conta, você está de volta ao ponto de partida, e você perdeu seu coração em algum lugar pelo caminho.”

O comportamento de Tate me fez admira-la e gostar tanto deste livro, quantas pessoas no mundo se permitem hoje a ter apenas um pedaço de alguém por estar apaixonado? A Coollen colocou de maneira tão realista que não teve como não me encantar por essa menina. E o Miles bem, dele não posso falar muito, mas confesso que chorei com a sua dor, e posso compreender por que se tornou quem se tornou.

Então se quiserem entender melhor tudo isso, leiam o Lado Feio do Amor, porque não é só de felizes para sempre que são feitos os romances, e o Lado feio do amor pode ser tão belo quanto qualquer outro amor.

Lá vai cinco xícaras de chocolate com muitooo amor para o livro da Coollen Hoover.

Até Loguinho!

Fabi

Ficha Técnica

Livro: O Lado feio do Amor
Autora: Coollen Hoover
Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 336
Skoob: O Lado feio do Amor

Fabiana

(Colunista até 1/8/2016)Oie, eu sou a Fabi, Fabiana, Bibi, enfim como preferir ; D . Mamy de uma menina linda, Paulista, beirando os 30 ( e quase enlouquendo com isso), Secretária formada. Minha grande paixão, obvio : Livros!!! Viciada em uma boa série um ótimo filme, troco fácil a corrida no parque pela pipoca e cobertor. Sou uma romântica incurável, acredito em Contos de fada e em Felizes para sempre, ainda acredito que o amor pode desfazer toda a bagunça que fizeram nesse mundo aqui, enquanto isso não acontece prefiro a realidade dos meus livros!(Colunista até 1/8/2016)

Facebook Instagram Twitter Google+

4 comentários para “O Lado feio do Amor, @galerarecord”

Anastacia

Acho que alguém se apaixonou pela CoHo heim?!?!?!?
Ela sempre encanta essa é a verdade, e o livro parece bem intenso. Está de parabéns Fabi, adorei a resenha!!!
Bjs

Simone Pesci

Meu Deus! Estou numa baita ressaca literária. Um enredo lindo de se ler e sentir. Pela primeira vez leio algo dessa autora, e por sinal, tornei-me fã n.1. \o Simplesmente sensacional, em todos os sentidos! Mal posso esperar para ver essa maravilha nas telonas. Adorei a resenha, Fabi!

Beijossss

Simone Pesci

http://simonepesci.blogspot.com.br/

Jeanine

Amei esse livro. Na verdade a autora escreve perfeitamente. Chorei um bocado

Cris Gomes

Pense num livro M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!!!

Amei a Tate por se entregar à esse amor de cabeça, corpo e coração, mesmo sabendo que não poderia ter muito de Miles, mesmo sabendo que ele tinha coisas bem estranhas sobre seu passado que o machucaram a aponto de desistir do amor. Amei o fato de ela conseguir ver as poucas vezes em que Miles se “mostra” de verdade para ela.

Amei o Miles porque por mais que o passado seja seja doloroso, confuso e ele não queira se permitir amar novamente, ele acaba se apaixonando pela Tate. E por mais que ele negue, é impossível não soltar pequenos pedaços de si mesmo, ser protetor e cuidadoso com a Tate, mesmo jurando que tudo não passa de sexo.

E amei o Cap, com sua falta de filtro e conversas nas madrugadas. Personagem mara num livro mara! :D

Enfim, O Lado feio do Amor entrou para a lista de favoritos FÁCIL, FÁCIL, mas afinal, é a Co-Ho, né. Tem como não se apaixonar?

Amei sua resenha, Fabi. Amei a indicação! Valeu cada minutinho que passei ao lado desses personagens!!!

Xero grande!

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales