Entretenimento
e Incentivo à Literatura Fantástica //

O Carteiro e o Poeta, resenha.

o carteiro e o poetaResenha da obra O Carteiro e o Poeta, obra de Antônio Skármeta, editora Record. Leia sinopse, comentário, curiosidades e trailer do filme.

Sinopse:

“Sucesso também no cinema, esta novela tem como cenário o refúgio de Pablo Neruda em Ilha Negra, no Chile. Narra a amizade do carteiro Mario Jiménez com o poeta, e como nasce a admiração pelas poesias e a cumplicidade entre os dois, até a morte de Neruda.”

Resenha:

MARAVILHOSO. O livro O Carteiro e o Poeta de Antônio Skármeta é uma obra impressionante. Desde sua apresentação/ introdução até seu desfecho! Mas vamos devagarinho, pois o livro é pequeno e cheio de coisas boas.

O Carteiro e o Poeta é um romance leve, divertido e que fala muito de amor e amizade. Para quem gosta de cinema,o filme foi lançado em 1994, mas não assisti (e soube que é muito bom).

A obra que tive em mãos, empréstimo de um médico meu, é antiga – de uma época que faziam anúncio de remédio na capa dos livros e os mesmos (ao que entendi) eram distribuídos pelos laboratórios aos médicos (mimo!).

Skármeta nos narra a deliciosa história da amizade entre o poeta chileno Pablo Neruda e Mario Jiménez, seu carteiro na Ilha Negra. A obra foi inicialmente chamada de “Ardente paciência” ( ou El cartero de Neruda) , cuja adaptação cinematográfica – filme italiano “Il Postino” – ganhou prêmios (Prêmio Ibero-americano Planeta – Casa de América em 2003 e em 2011).

Sobre o autor: Esteban Antonio Skármeta Branicic é um escritor chileno. Nasceu em Antofagasta (Chile), em 1940, estudou Filosofia e Letras no seu país e em Nova Iorque. De 1967 até 1973, ano em que se instalou em Berlim, deu aulas de Literatura na Universidade do Chile. A partir de 1981, dedicou-se à escrita, ao cinema e ao teatro, sendo simultaneamente professor convidado de numerosas universidades europeias e norte-americanas.Da sua produção literária destacam-se os romances Sone que la nieve ardia, No pasó nada, La Insurrección e Match-Ball e os livros de contos El entusiasmo, Desnudo en el tejado e Tiro libre, todos eles traduzidos para vários idiomas e várias vezes premiados.

Quem foi Pablo Neruda: Pablo Neruda foi um poeta chileno, bem como um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX e cônsul do Chile na Espanha e no México. Neruda nasceu em Parral, em 12 de julho de 1904, poeta e diplomata publicou tantas obras que não caberia aqui! Cito: Crepusculario, Todo el amor, Odas elementales (citada no livro), Cien sonetos de amor, Libro de las preguntas, entre outras tantas.

Veja o trailer do filme, que mostra muito do livro:

O livro possui 126 páginas simples, capa nada convidativa mas conteúdo fabuloso. Publicado na década de 1980 primeiramente, foi uma grata surpresa para minha pessoa que não fazia ideia de qual assunto o livro tratava. Eis minha felicidade quando vi que era sobre Neruda, minha grande paixão!

Já havia lido algumas obras do Poeta, mas nunca deste autor. Adorei e recomendo muito! Achei na internet o livro por cerca de oito reais (dica) e então o que está esperando para ler? Ah, aqui no arquivo do Portal achei uma de minhas primeiras publicações… Poema de Neruda (Clique Aqui para ler), prova que realmente amo ele.

Ouça Pablo Neruda declamando poesia, em sua própria voz!

Desejando achar o livro em seu idioma original, deixo a dica de leitura e agora curta, twitte, clique em +1 e compartilhe. Isso nos deixará felizes, mas o seu comentário é o que mais aguardamos! Comente! Bjokas

Publicado por em quinta-feira, 6 de junho de 2013.

4 Comentários

em “O Carteiro e o Poeta, resenha.”

  1. Eduardo Eduardo 09/06/13 15:44

    Também nunca assisti o filme, e talvez não assista, porque quero ler o livro. Dificilmente vejo filmes sobre livros que quero ler, para não ser influenciado.

    Bom, vejo que a resenha começa com um pormenor inusitado e condenável: o livro era um “mimo” dado pelos laboratórios aos médicos! Esse tipo de prática não é correta, pois os médicos são induzidos a receitar aos pacientes remédios desses laboratórios, em troca desses “presentes”. Em outras palavras, é um suborno. Lamento que livros tenham sido usados com essa finalidade.

    Mas Skármeta, Neruda e companhia não tem culpa disso, então voltemos a eles… Já li um artigo do próprio Skármeta, comentando sobre um filme recente baseado em sua obra (http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,oscar-2013-a-gota-dagua,1000778,0.htm), e gostei muito da forma como ele escreve.

    Também gosto de livros sobre escritores, sejam biografias ou obras de ficção. E pode ser que um livro como esse, que parece muito interessante, funcione como ponte para aqueles que desejam conhecer e se aprofundar na obra de Pablo Neruda, que é também o meu caso.

    Enfim, o livro parece ter tantas qualidades que fico até a pensar quais seriam os defeitos (há algum?)

    1. JuLund JuLund 11/06/13 09:58

      Não achei nenhum defeito Eduardo!

      Vale a leitura :D

  2. Erika Araujo Erika Araujo 29/08/13 20:49

    Gente, eu assisti o filme e é excelente, maravilhoso! e muito tocante e reflexivo. :D

  3. Denise Cabral Denise Cabral 27/04/14 11:50

    Lindo filme. Emocionante a amizade entre o carteiro e o poeta, sem contar a trilha sonora. Recomendo!

Deixe seu comentário
  • › É sua primeira vez? Seu comentário passará por moderação.
  • › Links e emails não são permitidos por motivo de segurança.

Veja outros artigos, além de "O Carteiro e o Poeta, resenha.", sobre: , , , , , ,

Ju Lund

Escritora, graduanda em Artes Visuais,Téc. em turismo e hotelaria, gaúcha de Pelotas que adora assistir muitos filmes e séries de tv. Viciada em Lit. Fantástica. Fundadora do site (em 04/10) e Editora Chefe deste Portal. No Twitter @aJuLund


SAIU AGORA

Curta o Portal ;-)

Portal JuLund Entretenimento e Incentivo à Literatura Fantástica.
(c) Copyright 2010-2014 Portal JuLund - Todos os direitos reservados. Fundado e mantido por Ju Lund by Jeferson Sigales