A Garota de Treze, Mundo Uno.

por há 1 ano e 273 leituras

Oi, meu nome é Luce. Odeio ter treze anos, ser chamada de pirralha e não ser popular, mas, Acima De Tudo, odeio nunca ter sido beijada! Só tenho uma amiga de verdade, a Rafa, e um amigo apaixonado que tenta de todas as formas chamar minha atenção, o Bruno. Ele é pra lá de fofo, mas não gosto de garotos tão novos, entende? Minha vida sem graça começou a mudar quando botei os olhos no vocalista de uma nova banda. Nossa. Que gato! Eu já queria fazer aulas de violão, mas, depois que ouvi o carinha, decidi me matricular. Quase caí dura quando descobri que ele era o professor! Pelamordideus! Além de atencioso, paciente e lindo, tocava MUITO! Fiquei maluca por ele, tão maluca que decidi trapacear. Eu só não imaginava que as consequências seriam tão desastrosas!

Luce é uma garota comum que acaba de fazer treze anos, mas ela não ficou exatamente feliz com isso, pois na verdade ela queria ter mesmo era dezesseis anos, que segundo ela, é a idade em que todas as coisas legais acontecem (mal sabe ela que quando chega aos dezesseis a gente só fica com mais sono mesmo hahaha). Sendo assim, ela como uma garota que nunca foi beijada, magricela, nem um pouco popular, e com uma mãe superprotetora, só resta esperar para que essa fase passe logo.

“Parte dessa pressa em avançar as fases é culpa das garotas do colégio, que fazem parecer que ser mais velha é tudo de bom. Algumas têm a minha idade e já parecem ter dezesseis ou mais. São descoladas, moderninhas; diria experiente também. Várias delas já fizeram intercâmbio e ficam se gabando, falando inglês pelos corredores e tirando uma onda com a nossa cara. Elas são as mais populares e paqueradas. Já cansei de vê-las beijando escondido. Tá certo, tenho personalidade e tal, mas é que é um saco ser ignorada pelos meninos mais velhos e não ter experiências para contar. Na verdade, acho que nem saberia conversar com um garoto mais velho. Eu morreria de vergonha e o pouco de coragem que tenho , desapareceria. Porém, uma hora tem de rolar, né?”

Bom, falando como uma pessoa que teve treze anos a pouquíssimo tempo, acho que a personagem não foi muito bem retratada, quero dizer, não sei se eu é que sou ‘diferentona’, mas eu não me lembro de ter tido pensamentos como os da Luce (o livro é em primeira pessoa), eu só estava preocupada em jogar as cartas de +4 do UNO nas minhas amigas (e agora eu percebo como eu era estranha hahah).

Mais uma vez citando a rainha Meg Cabot, pois ela é o exemplo perfeito de autores que conseguem retratar uma(o) adolescente que realmente se parece com uma adolescente de verdade e não do tipo que aparece em filmes.

Mas no quesito trama/enredo/história, gostei bastante do jeito que a autora fez tudo acontecer, ela usou cada trecho com um objetivo direto e específico que resultou em algo mais na frente. No geral, gostei do livro, mas não é o tipo de livro que eu recomendaria para minha irmã ler (é para ela que eu mostro as coisas mais legais haha). Darei três coroas e meia para o livro.

tres coroas e meia

Ficha Técnica:

Autor: Lilian Reis

Editora: Mundo Uno

Páginas: 220

Ano: 2016

Skoob: A Garota de Treze

Então é isso pessoal, espero que tenham gostado da resenha. Abraços da Lívia!

 

Lívia

Hey, hey, hey! Sou estudante do ensino médio, leitora desde os quatro anos de idade, louca por livros, músicas, filmes, séries e animais. Tenho um pavor não muito secreto de spoiler (mas amo dar spoiler para os outros haha). Chorona de carteirinha, apesar de não gostar muito de histórias dramáticas (como eu sempre digo, de dramas já bastam os meus haha), mas amo romances misturados com outros gêneros. Amo fadas, unicórnios e semelhantes, afinal meu gênero preferido para livros e etc. é fantasia *-*. Atualmente, dando uma de fangirl por qualquer coisa que seja interessante aos meus olhos e ouvidos!

Facebook Instagram Twitter Google+

2 comentários para “A Garota de Treze, Mundo Uno.”

Anastacia Cabo

Liv você falou tudo a rainha Meg sabe falar com e sobre adolescente como ninguém. Mas eu como uma burra velha adoro os personagens adolescentes dela, então me enquadro no quesito “diferentona” com você risos!!!
Bjs

Trackbacks/Pingbacks

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales