Review de John Wick – Um Novo Dia Para Matar

por há 4 meses e 251 leituras

Sinopse:

“Após recuperar seu carro, John Wick (Keanu Reeves) acredita que, enfim, poderá se aposentar. Entretanto, a reaparição de Santino D’Antonio (Riccardo Scarmacio) atrapalha seus planos. Dono de uma promissória em nome de Wick, por ele usada para deixar o posto de assassino profissional da Alta Cúpula, Santino cobra a dívida existente e insiste para que ele mate sua própria irmã, Gianna (Claudia Gerini).”

Ficha técnica:

Data de estreia: Fevereiro de 2017

Direção: Chad Stahelski

Atores principais: Keanu Reaves, Riccardo Scarmacio, Claudia Gerini

Gênero: Ação, luta marcial, franquia

Você assistiu ao primeiro John Wick-De Volta ao Jogo? Sem problemas, pois é perfeitamente possível entender a trama logo de cara. John Wick é um assassino profissional, daqueles que não deixa a vítima viva. Ele é associado ao pessoal da máfia italiana, mas tudo o que deseja é a aposentadoria. Depois do primeiro capítulo então resolve parar.

Ah! Sim. Mas ele não deixa nada para trás e no primeiro seu carro ficou em poder do russo e ele já inicia indo atrás do que é seu. Você tem alguma dúvida de que ele consegue o carro de volta?

Essa é uma continuação já com produção mais cara e visível mudança de cenário. Mas o desejo de vingança e a “calma” de John estão lá. Dirigido pelo também dublê profissional, Chad Stahelski, que dublou algumas cenas de Keanu no filme Matrix, as lutas têm coreografias fantásticas.

A violência toma conta da tela desde os primeiros minutos e segue até o fim. John Wick deixa um rastro de sangue por onde passa. Além de muitos corpos. Santino aparece para cobrar uma dívida de John. Dívida de sangue. Tudo o que quer é que John mate sua irmã, próxima líder da Camorra.

É claro que Santino quer ocupar seu lugar e acredita que só um homem é capaz de passar pela segurança que a cerca. Esse homem é John Wick. Ele enfrenta muitos inimigos, tais como Cassian (o rapper Common) e a muda Ares (Ruby Rose), mas também é ajudado por um deles, Rei (Laurence Fishburne).

Gostei do filme, da ação, das cenas de luta e tiroteio e das de perseguição. Não tenho o que reclamar, muito menos do estilo calado e sisudo de Wick.

O filme esteve em cartaz no Cineflix do Shopping Pelotas e a plateia apreciou bastante.

Beijocas

Vocês sabem que sou fã de Keanu, não sabem? Voltem mais vezes!

Graça Siqueira

Olá pessoal, eu sou a Graça. Jornalista, gaúcha de Pelotas (RS), 61 anos, esposa, mãe e avó. Desde pequenininha amo o cinema. Também adoro livros, música e escrever. Sou bastante emotiva. Tenho muitos ídolos em todas as áreas. Sou simples, alegre e otimista.

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

(casa nova)