Review de Fragmentado

por há 7 meses e 261 leituras

Sinopse:

“Kevin (James McAvoy) possui 23 personalidades distintas e consegue alterná-las quimicamente em seu organismo apenas com a força do pensamento. Um dia, ele sequestra três adolescentes e as leva para um cativeiro. Elas então passam a conhecer as diferentes facetas de Kevin e precisam encontrar algum meio de escapar.”

Fcha técnica:

Data de estreia: Março de 2017

Direção: M. Night Shyamalan

Atores principais: James McAvoy, Anya Taylor-Joy, Haley Lu Richardson, Betty Buckley

Gênero: Suspense

 

Mais uma história e direção do mestre do suspense M. Night Shyamalan. E é importante citá-lo já de início, porque há quem o ame e há quem o odeie. E nem sempre consegue agradar até aqueles que o amam.

Kevin é um homem só e talvez por essa razão precise de tantas personalidades. Sofreu um trauma na infância que justifica, em parte, seu problema. Ainda assim trabalha na mesma empresa há dez anos e nunca causou qualquer incidente. Até que certo dia sequestra três jovens em um estacionamento, logo após a saída de um aniversário. Ele as seda e as leva para um porão mantendo-as em cativeiro.

Além de alimentá-las ele faz com elas um jogo psicológico, para que sempre esperem o pior. Mas o que mais as assusta é descobrir as várias facetas daquele homem. Às vezes são alimentadas por Patrícia, outras vezes são castigadas por Dennis e contam com a ajuda de Hedwig, mas ficam na expectativa do encontro com a Fera.

As intenções não são totalmente claras, mas já dá para perceber que não são boas. E, tanto Claire (Haley Lu Richardson) quanto Marcia (Jessica Sula), se desesperam. Apenas a esquisita Casey (Anya Taylor-Joy) parece mais racional.

Enquanto isso, Kevin, na personalidade do estilista Barry, procura ajuda junto a sua psiquiatra Dra. Fletcher (Betty Buckley). Ela não só o trata há longo tempo, como defende a teoria de que dentro de Kevin existem várias pessoas diferentes, dando ao Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI), uma nova visão.

Eu gosto muito dos filmes do diretor, mas confesso que em alguns minha expectativa é maior. Nesse, por exemplo, acreditei que haveria um pouco mais de ação, e, talvez por isso, algumas pessoas no Cineflix do Shopping Pelotas o acharam cansativo. Ah! Detalhe (quase spoiler). Não espere grandes reviravoltas para não se decepcionar.

Não concordo muito com a ideia de cansaço. É que todo jogo psicológico acaba por estressar. Mas só a presença de James McAvoy te distrai o suficiente para que fique boquiaberto com sua atuação. Os trejeitos, os olhares, o sorriso, o jeito de falar e de andar é completamente diferente entre uma e outra personalidade. O que deve ter dado muito trabalho ao ator. Principalmente porque ele não conta com acessórios para ajudá-lo.

Minha personalidade preferida é Hedwig, um garoto de nove anos que fala com a língua presa. É impressionante. E preste atenção nos momentos em que Kevin se transforma, na mesma cena, em outra personalidade.

E antes que você ache tudo isso uma “viagem”, saiba que um homem de nome Billy Milligan praticou vários crimes, sendo diagnosticado com o mesmo transtorno do personagem, e suas 24 personalidades foram usadas em sua defesa.

Quem gosta de procurar por M. Night em seus filmes já vou dar a dica: ele é porteiro do prédio onde mora a Dra. Fletcher.

Para quem curte o diretor e assiste a seus filmes é importante falar que Fragmentado é uma “sequência” de Corpo Fechado (2000). Sabendo disso irá entender melhor o final. E terá a certeza de que vem mais por aí.

Nota 9 para o filme e nota 10 para James McAvoy.

Confira a programação AQUI.

 

Beijocas

Para os fãs de suspense. E fiquem mais um pouco lendo nossas dicas!

Graça Siqueira

Olá pessoal, eu sou a Graça. Jornalista, gaúcha de Pelotas (RS), 61 anos, esposa, mãe e avó. Desde pequenininha amo o cinema. Também adoro livros, música e escrever. Sou bastante emotiva. Tenho muitos ídolos em todas as áreas. Sou simples, alegre e otimista.

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales