Review de Emoji: o filme

por há 9 meses e 322 leituras

Sinopse: “Textopolis é a cidade onde os Emojis favoritos dos usuários de smartphones vivem e trabalham. Lá, todos eles vivem em função de um sonho: serem usados nos textos dos humanos. Todos estão acostumados a ter somente uma expressão facial – com exceção de Gene, que nasceu com um bug em seu sistema, que o permite trocar de rosto através de um filtro especial. Determinado à se tornar um emoji normal como todos os outros, eles vai encarar uma jornada fantásticas através dos aplicativos de celular mais populares desta geração – e no meio do caminho, claro, fazer novos amigos.”

Hello, people! Fim de ano significa maratona de filmes, já que os canais de TV ficam tediosos. Em meio a vários filmes que assisti, alguns bem chatos, outros ruins que doem, essa animação se destaca. Apesar de não ser nenhuma obra prima, é um desenho que diverte na medida. Valendo para crianças, adolescentes e adultos.

 

Conheça Textopolis, a cidade onde vivem e trabalham todos os Emojis favoritos que utilizamos nas mensagens e redes sociais. Lá também vive Gene, a carinha que deveria ser ‘Eh’, mas ele tem um bug no sistema e consegue ser várias carinhas, ou melhor, expressões. Gene precisa tentar se consertar antes que Alex (o dono do celular onde eles moram) apague todos os aplicativos do aparelho. E Gene ainda tem que fugir dos robôs que Sorrisete, a vilã, coloca para caçá-lo. Mas ele irá contar com os amigos Bate Aqui e Rebelde para conseguir o seu objetivo de ser uma carinha normal. :-/

Como eu já havia mencionado antes, o filme não é filmaço, daqueles de rir de doer a barriga, mas é divertido e criativo. A ideia de nos apresentar o celular por dentro através de bairros (os aplicativos) é sensacional e uma grande sacada. Os personagens dentro desses outros aplicativos são os pontos altos do filme, como no Candy Crush (adorei) e no Just Dance.

O filme é legal, soltei algumas risadas (não gargalhadas), mas poderia ter sido mais trabalhado, mais elaborado. Ele acabou se tornando um pouco bobinho. Mas nada que não se possa melhorar numa continuação. Estou torcendo para isso.

Bora reunir a criançada, colocar a pipoca no micro ondas e deixar rolar.

Assista o trailer:

Essa é minha última opinião… desse ano. kkkkk Encontro vocês ano que vem! Boas entradas e que no ano de 2018 tenhamos muitos, muitos e muitos filmes, carregados de emoções, sorrisos, risadas e alegrias.

F-E-L-I-Z   A-N-O   N-O-V-O!

Beijocas no coração

Mari Felix

Mari Felix

Jornalista, carioca, casada, mãe de dois filhos, admiradora de filmes, séries, livros e exposições. É uma romântica incorrigível, que chora até com filmes de comédia. Colunista na área de Filmes desde Fev/2015. No twitter pessoal . No Instagram pessoal .

Facebook Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales