Review de A Cura.

por há 5 meses e 193 leituras

Sinopse:

“ Um jovem e ambicioso executivo (Dane DeHaan) é enviado para os Alpes Suíços com a missão de trazer de volta o CEO da empresa, em tratamento em um ‘Centro de Cura’. Após sofrer um acidente automobilístico, no entanto, o rapaz acaba internado na mesma instituição, cujo corpo médico promete purificar os pacientes por meio de uma água milagrosa – e que se localiza em um lugar de passado misterioso. Incapacitado de retornar para casa, o personagem passa a duvidar da própria sanidade, ao mesmo tempo em que desconfia da motivação do doutor responsável pelo spa”.

Titulo: A Cure for Wellness
Estreia: 16/02/2017
Gênero: Horror, Mistério, Terror
Duração: 146 min.
Origem: Estados Unidos
Direção:Gore Verbinski
Roteiro:Justin Haythe
Distribuidor:Fox Film do Brasil

Certo, quando assisti o trailer gostei de imediato e fiquei curiosa para saber que cura é essa. Achei estranho e bizarro  com o visual parecido com o game BioShock. Eu logo pensei: “esse vai ser bom demais! Com o mesmo diretor de O Chamado, o filme tem tudo para entrar na minha lista de bons filmes de terror.

O longa conta a história de um jovem ambicioso que, ao encontrar uma boa oportunidade, cai fundo de cabeça para se dar bem no mundo dos negócios, sem se importar em quem terá que pisar ou arrastar pelo chão, para alcançar seus objetivos.

Então ele viaja para os Alpes Suíços com a missão de trazer de volta um membro da equipe e assim se dar bem de vez nos negócios da empresa. Ao chegar neste misterioso lugar nada parece dar certo, pois Lockhart sofre um acidente automobilístico que faz com que permaneça no SPA mais tempo do que esperava.

Puxa, nem tudo que reluz é ouro, e não tem aquela velha história de que se o trailer é bom demais é sinal que o filme também será. Pois não é que isso acontece com A Cura e minha animação logo foi por água abaixo.

Nossa, como este filme é longo e a monotonia dele faz parecer que o mesmo tenha umas três horas de duração. Até que o enredo é legal, mas se perde todo com cenas muito repetidas e às vezes confusas. Tudo é estranho e logo dá para saber como será o final do filme.

Tinha tudo para ser um bom longa cheio de mistério… Claro, tudo que foi apresentado, para algumas pessoas é sim perturbador. Como a sensação de se afogar ou ver tantas cobras na água é angustiante. E pensar que algumas delas podem entrar em você, pior ainda.

E não saber se isso é verdade mesmo ou você está enlouquecendo é horrível. O local é cheio de lendas e histórias com meias verdades.  O SPA em si é todo antigo, móveis, utensílios médicos e uniformes são como se tivessem parado no tempo. E como terapia principal, a água todo momento.

Podemos notar que A Cura tem algumas semelhanças com vários longas do mesmo gênero e até mesmo em alguns jogos, mas não traz nada de surpreendente, infelizmente. Não gostei do filme. O final tremendamente péssimo nada de bom ou inovador, passou o tempo inteiro enrolando para um final corrido e sem graça nenhuma.

Trailer:

Então, se você não tiver outro filme para assistir assistam e comprovem o que estou falando. E digam se concordam ou não comigo. Sei que temos filmes ruins demais, mas fiquei decepcionada eu esperava mais,  minha nota é regular.

Bitokas

Glaucia

Casada e mãe, Auxiliar administrativo, viciada em filmes de aventura, ação e principalmente de terror. Ama um bom Rock e é fascinada por Games. Colaboradora Oficial de janeiro/12 à dezembro/15. Colunista Ocasional desde janeiro/16. No twitter @glaucilenehorus

Facebook Twitter
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales