Review de Com Amor, Simon

por há 4 meses e 182 leituras

Sinopse:

“Aos 17 anos, Simon Spier (Nick Robinson) aparenta levar uma vida comum, mas sofre por esconder um grande segredo: não revelou ser gay para sua família e amigos. E tudo fica mais complicado quando ele vira notícia em uma página na internet.”

Ficha técnica:

Data de estreia: Março de 2018

Direção: Greg Berlanti

Atores principais: Nick Robinson, Katherine Langford, Jennifer Garner

Gênero: Comedia dramática

Baseado em livro de Becky Albertalli e com os mesmos produtores dos sucessos A Culpa é das Estrelas e Maze Runner, o filme é uma comedia dramática, ambientada em uma escola de ensino médio.

Nick é nosso conhecido de Jurassic Park: O Mundo dos Dinossauros (2015) e A 5ª Onda (2016). E uma de suas amigas, Leah, é Katherine Langford, famosa na série da Netflix, 13 Reasons Why (2017).

O elenco adolescente é bem convincente e faz com que nos sintamos jovens novamente. Passa credibilidade e seus problemas são reconhecidos por nós. Desde o bullying na escola, até o relacionamento familiar. E talvez por toda essa veracidade venha fazendo sucesso por onde passa.

Em cartaz no Cineflix em horário único, no fim da noite, não intimidou o público, também adolescente. E o envolvimento é tanto que muitos se emocionam com o problema enfrentado por Simon.

Ele é um garoto educado, tem amigos e define a si mesmo como normal,  igual a qualquer um de nós. Porém com um segredo. E no decorrer do filme conhecemos seu segredo, sempre tratado com muita delicadeza e naturalidade.

Tratada com singeleza, a descoberta da homossexualidade na adolescência no filme, não agride ninguém. Por ser um assunto muito atual não choca, até porque não levanta bandeiras. O personagem mesmo diz: “Eu ainda sou Simon”.

Mesmo com amigos de infância, Simon não trata do assunto. Nem mesmo com a melhor amiga Leah (Katherine Langford). Mas quando um colega faz uma postagem em anonimato com problema idêntico é que o garoto se dá conta que conversando pode amenizar a situação.

Filho da psicóloga Emily (Jennifer Garner) e do famoso quarterback Jack (Josh Duhamel), Simon tem ainda uma irmã menor que adora cozinhar e inventar panquecas com molhos diferentes. E aí está a família perfeita.

Ele é um garoto de sorte, com uma família legal, amigos ótimos, carro próprio e bom aluno. Até perceber que aquele colega anônimo, Blue, tem mais a ver com ele do que qualquer outro. E por isso se apaixona virtualmente.

Então, Martin (Logan Miller), o maluquinho da escola, descobre o e-mail de Simon aberto e não só lê a troca de mensagens com Blue, como ainda copia. E daí  passa a chantageá-lo.

A escolha do elenco é perfeita, todos eles estão ótimos. A direção de Greg Berlanti é mais que acertada, nos deixando à vontade com o assunto, sem nunca exagerar.

E a última parte é a mais emocionante, onde respeita a pureza dos sentimentos de Simon.  Deixando uma mensagem que ninguém está só e que não existe motivo para a vergonha.

Confira a programação AQUI.

Nota: 9,5

Beijocas

Eu me surpreendi e gostei muito. E vocês?

Graça Siqueira

Olá pessoal, eu sou a Graça. Jornalista, gaúcha de Pelotas (RS), 62 anos, esposa, mãe e avó. Desde pequenininha amo o cinema. Também adoro livros, músicas e escrever. Sou bastante emotiva. Tenho muitos ídolos em todas as áreas. Sou simples, alegre e otimista.

Facebook Instagram Twitter Google+
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2018 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales