O Corcunda de Notre Dame

por há 2 anos e 414 leituras

Adaptação do livro ‘O Corcunda de Notre Dame’ de Vitor Hugo

Filme

‘O Corcunda de Notre Dame’ é um filme de animação da Disney, de 1996, que foi inspirado no livro do autor Victor Hugo.

Foi um grande sucesso pelo mundo, especialmente no Brasil. Lembrado até hoje por sua trilha sonora, uma das últimas produções da Disney no Brasil que foram produzidas em portuguesa, com alta qualidade musical, ao ponto das músicas nacionais terem uma trilha sonora própria, igualmente boa se comparada a versão original em inglês. O que não acontece hoje em dia, já que as atuais adaptações são meras “dublagens grosseiras” das músicas originais. (Preferível deixar na versão original com legendada.)

Uma obra prima da literatura, assim como a animação, que mesmo seguindo o “estilo Disney de adaptar”, consegue captar toda a beleza e mensagens contidas na história de Vitor Hugo.
O filme é centrado na história de Quasimodo, um jovem com deformações, que inclui uma corcunda, que o fazem se esconder do resto do mundo, que vive recluso na famosa igreja francesa de Notre Dame, em Paris.

A história se passa no ano de 1482, quando ciganos são barrados ao tentar entrar na cidade. Frollo persegue um deles, uma mulher, até a Catedral. Por julgar que ela tem objetos roubados ocultos no embrulho que carrega. A perseguição acaba causando a morte da mulher, que na verdade carregava um bebê.

Por 20 anos, o bebê da cigana que foi batizado de Quasimodo, viveu as escondidas em Notre Dame, onde ganhou santuário.

Feio e corcunda, vive no campanário da Catedral, tocando os sinos na companhia de três gárgulas, chamadas de Victor, Hugo, e Laverne, as quais só Quasímodo vê falarem e se moverem.
Só que durante o Festival dos Tolos daquele ano, a maior festa da cidade, que apesar de Frollo o proibír de sair da Catedral, Quasímodo decide participar fingindo usar uma fantasia. É onde conhece a bela cigana Esmeralda, pela qual ele se apaixona. Assim como Frollo, o qual prefere vê-la morta a sucumbir ao desejo que sente, por ela ser uma cigana.

“A verdadeira bela é a interior.”

o-corcunda-de-notre-dame

Livro

‘O Corcunda de Notre ame’ é uma publicação de 1831. O livro foi escrito por Victor Hugo, que originalmente tinha o título de ‘Notre Dame de Paris’, pois foi escrita como forma de alertar, quanto a necessidade de preservar a catedral. Por isso a trama tem muitos detalhes históricos inseridos na ficção criada pelo autor.

Quasímodo, o personagem que a imortalizou só ganhou destaque, quando a obra foi traduzida para o inglesa, em 1833, e ganhou o novo título.

Isso porque percebeu-se que Victor Hugo não tinha só escrito sobre a catedral, também falou da sociedade medieval, em Paris, da época e os contrastes entre o povo e a nobreza do século 15.
A trama gira em torno de Notre Dame, construída em 1330, que era a principal igreja de Paris. Além de importante local de oração, aceitava órfãos e pessoas que procuravam refúgio da lei, tamanho era o poder da igreja na época.

Há personagens de todas as classes sociais na história de Vitor Hugo, todos existentes na Paris da Idade Média. Tinha os membros da igreja, os nobres e o povo, além de ciganos e mendigos pelas ruas. O rei na época era Luís XI, que costumava ir as missas realizada na Catedral.

A Paris de Luís XI também tinha oficiais da guarda pessoal do rei e grupos de nobres patrulhando suas ruas, pois a cidade da época estava cheia de mendigo, além do povo podre e faminto. Também havia os chamados de proscritos, formados por ciganos, deficientes, doentes e ladrões.

Centrada no personagem Quasímodo, coxo e deformado, que foi adotado pelo arcediago Claudio Frollo. Quasímodo no livro enfrenta inúmera adversidades, tudo por amor a cigana Esmeralda, uma personagem que representa uma espécie de “Beleza Suprema” que dizem ser inspirada na beleza e grandeza da própria Catedral de Notre Dame.

Esmeralda também era bela, ao ponto de ser taxada como capaz de “enfeitiçar” os homens, assim não só Quasímodo cai de amores por ela, também Frollo. Com isso Vitor Hugo quer mostrar duas formas bem diferentes de amor. Enquanto Quasímodo ama Esmeralda com o coração, Frollo nutria um amor repleto de desejo.

o-corcunda-de-notre-dame (livro)

Dica de Livro(s), não adaptado(s) para o cinema, que seguem a linha de pensamento da história (nacionais ou estrangeiros publicados no Brasil):

-‘Alma e Sangue – O Despertar do Vampiro’ (2005) de Nazarethe Fonseca

Anny Lucard

Tecnógola em cinema e produtora de rádio. Especializada em edição de som e imagem. Mente por trás da criação do Projeto Literatura Nas Ondas Do Rádio, de incentivo à leitura e de apoio a literatura em língua portuguesa. Escreve sobre cinema e literatura, tanto para a internet como para programas de rádios. Elabora roteiros nas horas vagas, Colunista Convidada desde agosto/ 12. No twitter pessoal @annylucard

Facebook
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales