Assassin’s Creed

por há 4 meses e 353 leituras

Adaptação do roteiro original de ‘Assassin’s Creed’, dirigido por Justin Kurzel, o livro é a novelização da história do filme, que foi inspirado no game de mesmo nome.

Filme

Recontando a história do grupo de assassinos dos games, o filme ‘Assassin’s Creed’ (2017) é uma história totalmente original, que pega apenas a essência do roteiro do game, sem usar qualquer dos personagens que apareceram na série de games.

Os roteiristas Michael Leslie, Adam Cooper e Bill Collage, narram a história de Cal Lynch (Michael Fassbender) que depois de ser dado como morto, por causa de uma sentença de morte; acorda fora da prisão e descobre que não está exatamente livre, mas sob a guarda de Sofia (Marion Cotillard) que tem interesse em suas memórias de vidas passadas.

Sofia quer ajudar Cal a desbloquear as memórias, usando um aparelho chamado Animus. Uma tecnologia de ponta, desenvolvida pela Abstergo, uma empresa de fachada, que oculta uma tradição centenária, a dos antigos Templários.

Animus permite, a cada nova incursão de Cal, que ele descubra que um de seus antepassados, que viveu a cerca de 500 anos atrás, fazia parte de um grupo de assassinos.

O antepassado de Cal tomou dos Templários um mistério artefato, chamado de Maçã do Éden, que por ser tão poderoso é escondido para não cair em mãos erradas.

Não se sabe exatamente do que trata o artefato ou qual a sua origem, mas a lenda fala que contém a primeira desobediência ao deus da Bíblia e se encontrado, traria ao mundo a obediência de volta. O que para o grupo de assassinos tiraria o livre pensamento da humanidade e por causa disso decidiram escondê-lo. (Leia+sobre o filme na Coluna #CabineDeImprensaRJ, clicando AQUI.)

Livro

Uma novelização de roteiro para cinema, significa tornar as cenas mais literárias e menos discritivas. Porém enquanto algumas novelizações mantém o trabalho de detalhar o ambiente e personagens, em meio aos diálogos já existentes nos roteiros dos filmes, há aquelas que aproveitam para enriquecer a história.

Enquanto um roteirista não se preocupa com os detalhes visuais do filme, ou mesmo com a aparência e figurino dos personagens, pois não é seu trabalho dentro de uma produção, na novelização tudo deve ser incluído.

O autor de uma novelização irá incluir cada detalhes de cena, a aparência dos personagens, figurino e se for relevante, até maquiagem. Claro que tudo com base na produção, mas também pode incluir maiores detalhes como foi feito no livro ‘Assassin’s Creed’.

Quem curtiu o filme ‘Assassin’s Creed’ vai gostar do livro de mesmo nome, escrito por Christie Golden, que além de detalhar a história do roteiro tem complementos como detalhes das regressões de outros personagens.

Uma das melhores novelizações escritas da atualidade, em especial, pelos complementos que não estão no filme.

Anny Lucard

Tecnógola em cinema e produtora de rádio. Especializada em edição de som e imagem. Mente por trás da criação do Projeto Literatura Nas Ondas Do Rádio, de incentivo à leitura e de apoio a literatura em língua portuguesa. Escreve sobre cinema e literatura, tanto para a internet como para programas de rádios. Elabora roteiros nas horas vagas, Colunista Convidada desde agosto/ 12. No twitter pessoal @annylucard

Facebook
Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Copyright 2010-2017 • Portal Literário JuLund • Todos os direitos Reservados

Desenvolvido por Studio Sigales